“Orquestra Ladies Ensemble” nesta quarta-feira (20) no palco do Guairinha

A “Orquestra Ladies Ensemble”, formada exclusivamente por mulheres, faz apresentação no Guairinha, nesta quarta-feira(20), às 20h, com o concerto “Natal Mágico Ladies Ensemble”. É uma ação que foi viabilizada graças ao patrocínio da Sanepar.

A apresentação das musicistas começa com músicas tradicionais do seu próprio repertório, com a presença da campeã mundial de acordeão, Maryanne Francescon e do Coral da UTFPR. Além disso, contarão também com a participação de uma orquestra Infantil formada por filhos e netos das integrantes do grupo de quatro a dez anos. A segunda parte do espetáculo será composto por melodias natalinas conhecidas que emocionam há gerações. A regência do espetáculo é do renomado maestro Alessandro Sangiorgi.

"Tocar nos emociona sempre, e desta vez o concerto tem um propósito que é levar a magia do Natal para crianças carentes da nossa cidade. Convidamos a todos que venham ao teatro, e com um gesto simples, doando um brinquedo, transformem o Natal de muitas famílias", destaca Fabíola Bach, que promete um belo espetáculo.Para assistir a apresentação, basta doar um brinquedo novo na entrada do teatro.

A meta do grupo é arrecadar mais de 500 brinquedos para crianças e adolescentes atendidos pela campanha de Natal do Provopar. “É uma parceria muito bem vinda, uma forma de levar cultura às famílias que precisam apenas doar um brinquedo para assistir a um belo espetáculo e, desta forma, presentear nossas crianças em situação de vulnerabilidade, atendidas por instituições como o CRAS”, ressalta Claudia Carvalho, diretora geral da Provopar estadual, que vai atender 40 municípios este ano com a campanha .

MAESTRO “ROQUEIRO”
Com curriculum de apresentações internacionais de musica clássicao maestro Alessandro Sangiorgi surpreendeu os curitibanos, há mais de 10 anos atrás, quando fez a regência do encontro inusitado do rock com a música erudita, no caso com a participação da Banda Blindagem e Orquestra Sinfônica do Paraná, no Teatro Guaíra (o Guairão). Na primeira vez o saudoso Ivo Rodrigos fazia parte e na segunda foi com o então o novo vocalista da Blindagem, Rodriggo Vivaz.

O encontro da Blindagem com a Orquestra Sinfônica do Paraná surgiu de um sonho do maestro Alessandro Sangiorgi. “Sou da geração que nasceu nos anos 60 e cresceu ouvindo rock”, conta ele, que chegou a ter uma banda quando ainda vivia em Milão, na Itália, seu país de origem. “São gêneros tão diferentes, mas, quando bem executados, um complementa o outro”, afirmou Sangiorgi.

Apresentação do Concerto das Rosas no teatro Guaíra, em Curitiba. 25/07/2017

Maestro Alessandro Sangiorgi ensaiando com o Blindagem

Inspirado num trabalho semelhante feito entre a banda Scorpions e a Filarmônica de Berlim, e também em uma parceria entre a Deep Purple e a Royal Filarmônica de Londres, Sangiorgi apresentou sua ideia ao Teatro Guaíra e à banda Blindagem em 2007. A Blindagem foi a primeira banda no Brasil a realizar um projeto deste porte, a exemplo do que já fizeram Beatles, Queen, Kiss e Metallica.
A Blindagem foi fundada no final dos anos 70 e tornou-se a banda mais conhecida do Paraná ao longo dos anos. É formada pelo vocalista Rodriggo Vivazs, por Paulo Teixeira (guitarra), Alberto Rodriguez (guitarra), Paulo Juk (baixo) e Rubén “Pato” Romero (bateria).

Nascido em Ferrara, Italia, o maestro Alessandro Sangiorgi. diplomou-se em piano no Conservatorio de Milão, prosseguindo seus estudos nas classes de composição e regência. Sua carreira internacional teve inicio em Israel em 1989, regendo a Jerusalem Symphony Orchestra . Logo em seguida (1990-1993) foi convidado primeiro como Maestro Assistente e depois como Maestro Residente pelo Teatro Municipal de São Paulo, tendo sido responsavel por mais de cem apresentações, entre operas, concertos sinfonicos e balès.

No Brasil regeu também a Orquestra Sinfonica Brasileira, a Orquestra Petrobras Sinfonica, a Orquestra Sinfonica do Estado de São Paulo, a Orquestra Sinfonica da Universidade de São Paulo, a Orquestra Sinfonica da Bahia, a Orquestra Experimental de Repertorio de São Paulo, a Orquestra Sinfonica de Porto Alegre, a Orquestra Sinfônica Nacional, a Orquestra Sinfonica Municipal de Campinas e, de 1995 a 1998, a Orquestra Sinfonica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro como Principal Regente Convidado. Apresenta-se regularmente na Europa, tendo sido convidado pelo Stadttheater de St.Gallen (Suiça), Teatro Nacional de Split (Croacia), Festival Verdiano de Parma (Italia), Orquestra "Guido Cantelli" de Milão, Orquestra do Teatro Coccia de Novara (Italia), Orquestra Regionale Toscana (Italia), Divertimento Ensemble (Italia), Teatro Manoel de Malta, Orquestra de Estado de Plovdiv (Bulgaria) Orquestra de Estado “Dinu Lipatti” (Romenia), Divertimento Ensemble, NeueVocalSolisten de Stuttgart.

 

 

Talvez você se interesse por estes artigos

Fechar Menu