Inspirações Artefacto – É hora de colorir a casa

Veja como usar as cores para criar espaços alegres e cheios de vida

Mais do que alegria, as cores trazem energia e frescor. Responsáveis não somente pelo aspecto visual da casa, as cores podem, também, ajudar a expressar emoções, a personalidade dos moradores e melhorar o astral de um ambiente. De acordo com a Pantone as cores de 2018 terão tons brilhantes, tons mais profundos, pasteis, tons médios e tons metálicos. Todos dentro da paleta ultra violet, eleita a cor do ano. “Ultra Violet comunica originalidade, engenhosidade e pensamento visionário que nos indica o futuro”, afirma Leatrice Eiseman, diretora executiva da Pantone.

Como existem formas diferentes de usar as cores, ou colocar os tons pontualmente em algumas partes da casa, é importante planejar o uso para conseguir o efeito desejado. Conheça como a aplicação de cores foi feita em alguns ambientes da Mostra Artefacto Curitiba:

Elaine Zanon e Claudia Machado, por exemplo, utilizaram o azul arara na parede e teto, contrapondo com móveis sofisticados em pantone neutro. As poltronas em tom abóbora compõem a linguagem descontraída e vibrante do ambiente, que homenageia Chiara Gadaletta, estilista reconhecida pelo seu trabalho sustentável.

Neste outro ambiente, criado pela arquiteta Samara Barbosa, está a variedade de texturas e tecidos na paleta de cinza. “Para mim o que nunca sai de moda é a base neutra. Gosto muito de explorar esse universo, saindo um pouco da linha bege e utilizando os tons de cinza – do claro até o chumbo. Essa base faz bem aos olhos, é harmoniosa, agradável e funciona bem com toques de cor”, pontua Samara.

Eliza Shuchowski combinou cores quentes com tons de cinza, nude, rosa antigo e ameixa, e um painel em madeira em tom castanho/mel, compondo um espaço aconchegante que reflete a identidade da mulher moderna.

Já no ambiente de Flavia Bonet, o destaque está nos tons de azul, que variam desde o starlight blue até o navy, em composição com cinza e madeira em tom mais claro, criando um ambiente aconchegante, jovem e descontraído.

A elegância do branco combinada com pontos de cores traz conforto e naturalidade. O loft de Cymara, Jacy e Camila Largura tem cores suaves como branco, off-white e cru.

 

Branco e preto também não podem faltar na composição dos ambientes mais elegantes. A arquiteta Daniela Viesser Valente misturou tons neutros de off white, preto e cinza com painéis de madeira que revestem as paredes, criando um espaço confortável e atemporal.

Outro espaço da Mostra com muito requinte, é o da arquiteta Fernanda Cassou, que buscou referências na moda e trouxe tons neutros como o cinza, cru, grafite e blush, criando um pano de fundo para o mobiliário contemporâneo com toque feminino.

Neste ambiente externo o paisagista Wolf Schlogel usou móveis nas cores ameixa, cinza, preto e tons de marrom que valorizam a escolha de um tapete, com desenho exclusivo, que se estende por 100m². O canteiro de bromélias, disposto ao redor do espaço, “abraça” toda a ambientação. Interessante observar como flores e folhagens têm sintonia com os tons e os desenhos do mobiliário exposto.