Diagnóstico da cirrose: por que a endoscopia é a escolhida

A cirrose, ao cicatrizar, impede que o órgão funcione corretamente, até que, eventualmente, atinja a falência completa. As principais causas dessa doença hepática são inflamações e enfermidades crônicas – como hepatite A, B e C – e o abuso na ingestão de bebidas alcóolicas. Segundo um estudo de perfil epidemiológico realizado pela Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH), os mais afetados são pessoas com entre 40 e 60 anos de idade – além de 70% a 80% dos obesos. Entre os sintomas da cirrose, estão o inchaço do abdômen, fezes escuras e com sangue, retenção de líquido, náuseas e vômitos, quantidade excessiva de gases, hemorragia, varizes esofágicas e gástricas, entre outros.

O diagnóstico da cirrose pela endoscopia

O hepatologista José Carlos Ferraz, da Sociedade Brasileira de Hepatologia, afirma que a endoscopia digestiva alta é considerada um dos melhores métodos de diagnósticos para a detecção de varizes esofágicas. “No exame endoscópico, o calibre das veias pode revelar o grau de gravidade da doença”, explica o médico.

De acordo com balanços da SBH, 40% dos pacientes com cirrose em nível leve apresentam varizes no esôfago, contrastando com 60% dos pacientes com um nível avançado. Ao medir a pressão das varizes, pode-se decidir qual é o melhor tratamento para a doença a partir da análise.

A endoscopia digestiva alta, de acordo com um balanço da Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), é um exame cada vez mais rotineiro na saúde da população. Além de facilitar o diagnóstico não invasivo de doenças como a cirrose, por analisar a magnitude e o grau das varizes, possibilita também o planejamento do tratamento e da terapia a serem realizados.

O fígado, afinal, é um órgão vital para o funcionamento do metabolismo do corpo. Além de ser responsável pela destruição das hemácias, também emulsifica as gorduras durante a digestão por meio da secreção da bile; armazena e libera glicose; sintetiza proteínas e produz gorduras; entre outras funções. É indispensável seu tratamento em enfermidades como esta.

O Instituto Mário de Abreu oferece um corpo clínico especializado no exame de endoscopia. Se você deseja um exame seguro e de qualidade, entre em contato com a nossa equipe pelo número (41) 3232-1262 e agende sua consulta.

Talvez você se interesse por estes artigos

O nervo ciático é responsável por controlar as articulações do quadril, joelho e tornozelo e, também, os músculos posteriores da coxa e os músculos da perna.  A lombociatalgia, mais conhecida como "dor no ciático", é um problema...
Fechar Menu