Hiperidrose incomoda mais no verão

O suor excessivo, característica da hiperidrose, incomoda demais no verão e pode ser   um bom motivo para procurar um especialista. A função do suor é baixar a temperatura corporal. Todas as pessoas suam, porém, quem sofre de hiperidrose produz suor acima do normal e, por consequência, tem este sintoma acentuado nos períodos mais quentes. “Os pacientes se queixam mais no verão, pois o calor estimula mais o suor, apesar que no inverno a hiperidrose também se manifesta”, explica o cirurgião torácico Marcos Chesi.

Embora pareça um paradoxo, o ideal é que as pessoas com hiperidrose não deixem de praticar exercícios no verão. Chesi não recomenda evitar as academias neste período do ano e aponta dois fatores: a atividade física é saudável em todos os sentidos e pode diminuir o suor quando a pessoa está em repouso.  A evaporação do suor diminui a temperatura corporal. “A atividade física ajuda a pessoa que se incomoda com o suor excessivo”, constata o médico.

Hiperidrose

O suor excessivo pode ocorrer no corpo todo ou em pontos localizados como mãos e axilas, pés e na cabeça. o nervos que estimulam as glândulas do suor na cabeça, axilas e mãos estão no tórax, por isso o cirurgião torácico esta habilitado a diagnosticar e indicar o melhor tratamento para a hiperidrose.

A cirurgia tem 98% de chances de deter a hiperidrose, mas nem todos podem se submeter à intervenção. O procedimento é recomendado em casos específicos, após avaliação médica, quando o excesso de suor é bem localizado, e outras alterações no organismo são descartadas. Chesi explica que hoje a cirurgia é mais seletiva no bloqueio do estímulo ao suor. “Isso diminui bastante a chance do paciente ter suor compensatório que é mais intenso no verão”, avisa.

Além da cirurgia, existem outros tratamentos que vão da medicação aos cremes, passando ainda pela toxina botulínica conhecida como botox. Esses tratamentos têm ação local sobre a glândula do suor e são temporários. A toxina botulínica, por exemplo, detém a hiperidrose de seis a oito meses. Toda pessoa que se incomoda com seu suor deve procurar um médico de confiança para uma avaliação.

Hiperidrose nas mãos

Foto: Divulgação

Talvez você se interesse por estes artigos

Fechar Menu