Dassault Systèmes anuncia resultados financeiros e aumento na receita

A Dassault Systèmes, empresa 3DEXPERIENCE, líder mundial em software de projetos 3D, 3D Digital Mock Up e Product Lifecycle Management (PLM), anuncia os resultados financeiros não-auditados do IFRS (International Financial Reporting Standards) do quarto trimestre e do ano encerrado em 31 de dezembro de 2017. Os resultados foram revisados ​​pelo Conselho de Administração da companhia em 31 de janeiro de 2018. O comunicado também inclui informações financeiras em uma base não-IFRS. 

Resumo do 4º trimestre e destaques do ano de 2017 (Não-auditado)

–     Crescimento de software em larga escala para indústrias e marcas impulsiona o desempenho do 4º trimestre.

–     4º. trimestre tem receita de novas licenças no valor de 296 milhões de euros (IFRS e não-IFRS), aumento de 16% de forma orgânica em moeda constante.

–     Aumento no valor da ação (Earning per Share) no 4º trimestre foi de € 0,79 (IFRS), 41% maior, e € 0,89 (não-IFRS), 14% maior.

–     No ano de 2017, a receita de software não-IFRS subiu 8% em moeda constante, a margem operacional não-IFRS foi de 32,0%, e o ganho por ação não-IFRS foi de 2,68 €, o que representa um aumento de 8%.

–     O fluxo de caixa anual das operações cresceu 20%, totalizando € 745 milhões.

–     Ano recorde para SOLIDWORKS com ampla força global.

–     A Dassault Systèmes informa as metas de 2018: crescimento de receita não-IFRS de 8% para 9% em moedas constantes, crescimento de 6% a 8% (ganho por ação) em não IFRS ou em moeda constante, cerca de 11% a 13% (acima do consenso).

-Dassault Systèmes foi classificada em primeiro lugar entre as 100 empresas corporativas mais sustentáveis ​​do mundo no Index Global da Corporate Knights.

Resumo financeiro do 4º trimestre e ano completo de 2017 (não auditado)

In millions of Euros, except per share data IFRS
Q4 2017 Change Change in cc* FY 2017 Change Change in cc*
Total Revenue 910.4 4% 9% 3,228.0 6% 7%
Software Revenue 811.5 6% 10% 2,869.3 6% 8%
Operating Margin 30.8% 22.6%
EPS €0.79 41% 46% €2.01 16% 18%

 

In millions of Euros, except per share data Non-IFRS
Q4 2017 Change Change in cc* FY 2017 Change Change in cc*
Total Revenue €912.8 3% 8% €3,242.0 6% 7%
Software Revenue 813.8 5% 10% 2,883.2 7% 8%
Operating Margin 38.6% 32.0%
 EPS €0.89 14% 19% €2.68 8% 10%

 

Resumo financeiro do 4º trimestre e do ano de 2017 completo (Não auditado)               “2017 foi uma ótima ilustração do valor da nossa estratégia com as empresas que adotaram nossas Industry Solution Experiences e a plataforma 3DEXPERIENCE para inovar e criar novas categorias de experiências a clientes. Essa nova abordagem de inovação vai além da digitalização e ajuda a possibilitar as transformações que geram o renascimento industrial do século 21”, diz Bernard Charlès, Vice-Presidente e CEO da Dassault Systèmes.

“Este forte valor comercial já era visível em nossas indústrias essenciais, onde vimos muito boa tração para a plataforma 3DEXPERIENCE nos setores Aeroespacial e Defesa, com a Boeing e vários outros clientes; Transporte e Mobilidade, com uma série de transações importantes, especialmente no segundo semestre do ano, e, em Equipamentos Industriais. Em Arquitetura, Engenharia e Construção, ficamos satisfeitos por fazer um acordo com a Bouygues Construction para ajudá-los a acelerar a transformação digital de seus projetos de construção. No total, o entusiasmo com a plataforma 3DEXPERIENCE foi muito forte durante o nosso quarto trimestre, com mais de 20 novos contratos superiores a 1 milhão de euros cada, nas indústrias essenciais e de diversificação”, afirma o executivo.

“Graças ao nosso robusto portfólio 3DEXPERIENCE em Nuvem, o maior do mercado em capacidade, estamos fechando negócios com grandes empresas como a Schindler, tendo nossas soluções 3DEXPERIENCE On the Cloud (na Nuvem) como um fator decisivo para o seu negócio de escada rolante. Paralelamente, as startups são capazes de acelerar o seu tempo de valorização, inclusive desenvolvendo aeronaves em ambientes Cloud, veículos elétricos ou edifícios inteiros”.               “Ficamos honrados em ter o reconhecimento da Dassault Systèmes e configurar em primeiro lugar entre as 100 principais corporações mais sustentáveis ​​de 2018 pela Corporate Knights. Tudo isso por causa da nossa visão de harmonizar produtos, natureza e vida, implantando em tudo o que fazemos. É o nosso objetivo e faz parte de nosso DNA empoderar a indústria e as pessoas para criarem universos de 3DEXPERIENCE para imaginarem, inventarem e oferecerem soluções disruptivas que promovam a sustentabilidade em domínios tão amplos como energia, mobilidade, cidades, ciências da vida e alta tecnologia”.

 

Resumo financeiro do 4º trimestre de 2017 (Não auditado)

 

dassault1

dassault2

 

Resumo financeiro do 4º trimestre de 2017 (Não auditado)- A receita total de IFRS registrou um aumento de 9% e a receita total não-IFRS teve um aumento de 8%. Os resultados financeiros do quarto trimestre incluem a Exa Corporation, aquisição concluída em 17 de novembro de 2017. Excluindo aquisições, a receita total não-IFRS aumentou 7%. (Todas as taxas de crescimento estão em moedas constantes);- A receita de software do IFRS aumentou 10% e representou 89% da receita total. A receita de software não-IFRS aumentou 10%, liderada pelo crescimento generalizado de novas licenças. Especificamente, as novas licenças não-IFRS e outras receitas de software aumentaram 16%. Sete dos 12 segmentos industriais que a Dassault Systèmes atua registraram, com novas licenças, crescimento de receita de dois dígitos no quarto trimestre. Dentre os mais fortes estão as indústrias de Transporte e Mobilidade, com um número recorde de transações. A receita recorrente não-IFRS aumentou 6% com o forte crescimento da manutenção da subscrição na base global. (Todas as taxas de crescimento estão em moedas constantes);- As maiores das transações 3DEXPERIENCE registradas no quarto trimestre incluíram principalmente empresas de Transporte e Mobilidade, Aeroespacial e Defesa, Equipamentos Industriais e Energia, Processos e Utilitários. Durante o quarto trimestre, a companhia registrou cerca de 20 transações 3DEXPERIENCE acima de 1 milhão de euros cada. A receita com 3DEXPERIENCE representou 25% da receita total de software relacionada ao quarto trimestre;- Em termos regionais, a receita de software não-IFRS na Europa foi maior em 13% com forte crescimento na maioria dos países. Nas Américas, a receita de software não-IFRS aumentou 5%. Na Ásia, a mesma receita aumentou 8% liderada pela China e pelo sudeste da Ásia. (Todos os valores de crescimento em moedas constantes);- Em termos industriais, a receita de software aumentou em dois dígitos em moedas constantes os setores de Transporte e Mobilidade, Equipamentos Industriais, Bens de Consumo Varejo, Arquitetura, Engenharia e Construção, Serviços de Engenharia e Recursos Naturais;- Por linha de produtos na base não-IFRS, a receita com o software CATIA aumentou 10% com forte crescimento na Europa, América do Norte e China. A receita com o software SOLIDWORKS aumentou 13%. Outros programas aumentaram 11%, tendo crescimento de dois dígitos em várias marcas, incluindo SIMULIA, DELMIA, QUINTIQ e EXALEAD. A receita de software da ENOVIA diminuiu 2%. (Todas as comparações de crescimento estão em moedas constantes);- A receita de serviços, representando 11% da receita total, diminuiu 5% em moedas constantes (IFRS e não-IFRS) em um desempenho misto;- O lucro operacional IFRS aumentou 23%. O resultado operacional não-IFRS totalizou 351,9 milhões de euros, representando um aumento de 13% após absorver o impacto negativo de 5 pontos percentuais da moeda. A margem operacional não-IFRS expandiu 330 pontos base para 38,6%, refletindo forte alavancagem operacional. A moeda teve um impacto negativo líquido de 10 pontos base na margem operacional não-IFRS;- A taxa de imposto efetiva IFRS diminuiu significativamente no quarto trimestre de 2017 para 27,4%, em comparação aos 38,7% no mesmo período do ano anterior, beneficiando-se de uma reavaliação de impostos diferidos após o novo plano de reforma tributária dos Estados Unidos. Em uma base não-IFRS, a taxa de imposto efetiva foi de 34,4% no quarto trimestre de 2017, comparando-se aos 35,5% no mesmo trimestre do ano anterior. Em uma base não-IFRS, a empresa excluiu o benefício fiscal único relacionado à nova lei tributária dos Estados Unidos;- O lucro líquido diluído de não-IFRS por ação totalizou € 0,89, aumentando 14% ou 19% em moeda constante.

Fluxo de caixa e outros destaques financeiros

O fluxo de caixa operacional líquido teve um aumento de 20%, com 745 milhões de euros no final do ano fiscal em 31 de dezembro de 2017, em comparação a 621,7 milhões de euros do período anterior, o que representa uma forte melhora de capital de giro e um forte crescimento de lucro líquido.

O caixa da Companhia no período de 2017 foi utilizado principalmente para o pagamento de aquisições, com valor líquido de caixa adquirido de € 338,2 milhões e para a aquisição de participações não-controladoras de € 37,5 milhões. Também houve a recompra de ações no valor de € 133,0 milhões, dividendos em dinheiro de € 51,3 milhões e despesas de capital líquidas de € 84,5 milhões. A empresa recebeu caixa para opções de compra de ações de € 62,4 milhões.

A posição financeira líquida da Dassault Systèmes totalizou € 1,46 bilhão em 31 de dezembro de 2017, diante de € 1,49 bilhão no período anterior, com uma queda de caixa equivalentes entre caixa e investimentos de curto prazo no valor de € 2,49 bilhões para € 2,46 bilhões e dívida de longo prazo de € 1 bilhão.