Direito: panorama nacional provoca aumento na procura por especialização

Com a reforma trabalhista em vigor desde novembro, advogados especialistas na área estão sendo procurados por empresas para prestar consultoria nas mudanças da legislação. De acordo com a coordenadora do curso de Direito e Processo do Trabalho da Universidade Positivo (UP), Alessandra Barichello Boskovic, a demanda pela especialização já foi percebida no início do ano. “Sentimos uma procura significativa desde o anúncio da reforma e renovamos a matriz curricular do curso para que o profissional esteja atualizado com as mudanças jurídicas”, explica. Segundo a professora, em 2018, os profissionais do Direito do Trabalho devem buscar constante atualização para acompanhar as alterações decorrentes da reforma trabalhista e as interpretações jurisprudenciais que devem surgir. “Isso vale tanto para a advocacia representativa de trabalhadores, quanto para a advocacia patronal”.

As recentes mudanças na área tributária (alteração do ISS, Simples Nacional, reforma do PIS e COFINS), além do crescimento do investimento no país aliado à burocracia tributária, fazem das carreiras do advogado tributarista, contador e administrador uma tendência em 2018. Segundo o coordenador do curso de Direito Tributário e Processo Tributário da Universidade Positivo (UP), Flávio de Azambuja Berti, o profissional dessa área passa a ser mais demandado. “É indispensável que a área tributária da empresa seja bem atendida para que o investimento não vire prejuízo”, explica. Neste ano, o curso está sendo ofertado em Curitiba (PR) e Joinville (SC).

Acontecimentos marcantes como a recente intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro - usada pela primeira vez desde a Constituição de 1988 - reforçam a importância do Direito Constitucional. Segundo o coordenador da Pós-Graduação em Direito Constitucional e Democracia da UP, Eduardo Faria Silva, violações à Constituição graves estão se tornando naturais no Brasil. “É essencial que o profissional dessa área compreenda corretamente a jurisdição constitucional, analise formas de garantia dos direitos fundamentais e humanos conquistados, e acompanhe o funcionamento das instituições políticas para ampliar o regime democrático. E esses são nossos objetivos com essa especialização”, completa.

A Universidade Positivo (UP) oferece 12 opções de cursos de Pós-Graduação na área jurídica (Direito à Cidade e Gestão Urbana; Direito à Saúde; Direito Administrativo e Administração Pública; Direito Civil, do Consumo e Processo; Direito Constitucional e Democracia; Direito dos Seguros e Previdência Complementar; Direito e Processo do Trabalho; Direito Educacional na Educação Básica; Direito Imobiliário; Direito Penal e Direito Processual Penal; Direito Tributário e Processo Tributário e Prática em Direito Criminal). As aulas têm início em abril de 2018, em Curitiba (PR), Londrina (PR) e Joinville (SC) e acontecem duas vezes por semana, pelo período de 12 a 24 meses. Mais informações e inscrições pelo site up.edu.br/pos.

Talvez você se interesse por estes artigos

Daniel Medeiros* A atividade econômica no Brasil é pautada pelo fomento do Estado. Ou é o Estado financiando, ou desonerando, ou isentando, ou imunizando. Da...
Secretaria de Educação anuncia novo sistema de ensino que vai beneficiar alunos, professores e gestores educacionais de 10 escolas municipais A secretária de Educação, Esporte,...
Fechar Menu