A população de Curitiba terá motivos concretos para comemorar os 325 anos da cidade, em 29 de março. As ações de gestão financeira, com a aprovação do Plano de Recuperação de Curitiba no ano passado, permitiram que a Prefeitura voltasse a investir em obras de infraestrutura e na zeladoria urbana nos bairros, com serviços de roçada, limpeza e tapa-buracos.

A programação da Prefeitura para o aniversário da cidade, que será celebrado durante todo o mês de março, será marcada pela entrega de duas importantes obras, que foram abandonadas pela gestão anterior: o acesso à trincheira da Ceasa, que liga CIC e Tatuquara, e a revitalização da Praça Oswaldo Cruz, no Centro. As duas intervenções vão beneficiar 280 mil moradores de Curitiba.

Além das duas obras, 25 novos ônibus biarticulados vão passar a circular pela cidade. O prefeito Rafael Greca comemora a mudança do panorama financeiro das contas da Prefeitura, que permite a volta do protagonismo de Curitiba.

“Conseguimos administrar um rombo de R$ 2,1 bilhões no Orçamento. Não é um rombo, é um abismo. Mas estamos saindo dele", disse Greca. "Para este ano, a cidade já tem negociados R$ 495 milhões com os governos estadual e federal, além de financiamentos próprios, para serem usados em novas obras em todo o município”, ressaltou o prefeito.

Entre as obras programadas estão uma nova trincheira, a construção do terminal de ônibus do Tatuquara e a melhoria do asfalto de centenas de ruas. Também terá início o término do lote 4 da Linha Verde, entre o Bacacheri e o Atuba.

Mobilidade

Em março, como parte das comemorações dos 325 anos de Curitiba, a região Sul vai ganhar uma nova ligação viária com a entrega das alças de acesso da trincheira da Ceasa (Centrais de Abastecimento do Paraná).

A obra tem previsão para ser inaugurada no fim do mês e vai beneficiar diretamente 275 mil moradores dos bairros CIC, Tatuquara e Umbará, além dos milhares de motoristas que circulam pela BR-116 e acessam a Ceasa todos os dias.

A trincheira vai melhorar o acesso e interligar os bairros CIC e Tatuquara por baixo da BR-116, além de facilitar o deslocamento para os bairros Ganchinho e Umbará.

A conclusão da obra vai permitir a ligação das ruas Hasdrubal Bellegard, na CIC, com a Dílson Luís, no Tatuquara. O investimento da Prefeitura foi de R$ 10,6 milhões. A trincheira, além de permitir que os motoristas cruzem por baixo da BR-116 sem interrupções, vai funcionar como uma opção de retorno quase em frente à Ceasa.

Oswaldo Cruz

Outra obra emblemática para a cidade e que estava abandonada pela gestão anterior é a revitalização do Centro de Esporte e Lazer (CEL) Dirceu Graeser, na Praça Oswaldo Cruz. A obra tem previsão para ser entregue na primeira quinzena de março.

Maior estrutura pública da Prefeitura destinada ao esporte e lazer, o CEL da Oswaldo Cruz passou por uma longa obra de revitalização, que começou em fevereiro de 2015. Porém, em janeiro de 2017 as obras estavam quase paradas e com o cronograma atrasado.

Com investimentos de R$ 3,9 milhões, provenientes da Caixa Econômica Federal, o espaço agora conta com piscina externa coberta e aquecida, uma antiga solicitação dos usuários do centro esportivo, que agora poderão nadar mesmo em dias de chuva e frio.

Também foi feita uma nova cobertura para o ginásio esportivo com uma tecnologia especial, que garante maior durabilidade e resistência, colocado novo piso de madeira na quadra, adequado à prática esportiva, e construídos vestiários, banheiros e salas de dança e musculação.

A expectativa é que sejam atendidas aproximadamente 2.200 pessoas por mês na unidade.

Ônibus

Os 325 anos de Curitiba também serão celebrados com a entrega de 25 novos biarticulados para o eixo Santa Cândida-Capão Raso. Os ônibus fazer parte do programa de renovação da frota do transporte coletivo da cidade.

Até 2020 serão, no mínimo, 450 ônibus novos em circulação.

Talvez você se interesse por estes artigos.

Fechar Menu