Você sabia que a escolha do médico especialista correto tem impacto direto no resultado da sua cirurgia?

Notaparana

Quando você se depara com o diagnóstico de câncer de intestino, a escolha do cirurgião é fundamental para diminuir o índice de complicações pós-operatórias e aumentar a chance de cura e a sobrevida.

Diversos trabalhos na literatura médica demonstram que quando você faz a cirurgia com um cirurgião colorretal (coloproctologista), com grande experiência nestes procedimentos, o índice de complicações cai significativamente se comparado a cirurgiões não especialistas e com pouca experiência.

São detalhes que fazem a diferença. Além do impacto da escolha do coloproctologista, existem outros pontos importantes que fazem a diferença no resultado, como um programa de recuperação pós-operatório adequado e medidas tomadas pela equipe cirúrgica, coordenadas pelo cirurgião. Estas estão associadas à fisioterapia, mobilização precoce, não uso de drenos e sondas e acompanhamento nutricional. Isto é denominado programa de recuperação precoce e traz aos pacientes um menor índice de complicações, infecção e mortalidade.

Outro detalhe que tem fundamental importância é o atendimento médico individualizado. O cirurgião que atende é o mesmo que opera e faz o pós-operatório. O atendimento fragmentado (médicos diferentes) tem maior índice de complicações. Iremos abordar um caso assim em um próximo blog.

O hospital é importante, pois tem que ter qualificação e equipamentos que ajudem o cirurgião a oferecer o melhor tratamento para o paciente. Porém, quem tem impacto direto no resultado é o cirurgião, pois uma cirurgia inadequada terá pior prognóstico e não haverá quimioterapia que recupere uma cirurgia mal executada.

Nosso conselho

Portanto, orientamos que, frente ao diagnóstico de câncer de intestino, procure um coloproctologista experiente.