Vencendo as adversidades

Reflexão de Boa Vontade

 

Vencendo as adversidades

 

Paiva Netto

 

Sublimar a dor em vitória é a conquista perene daqueles que suplantaram os mais temíveis obstáculos. Venceram as adversidades por acreditar na existência de um mundo bem melhor para suas vidas e a de seus concidadãos. Prova disso nos deu o saudoso jornalista e escritor Austregésilo de Athayde (1898-1993), coautor da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que dirigiu a Academia Brasileira de Letras (ABL) durante quase 35 anos: “Viver é cultivar os valores do Espírito para superar os embaraços materiais e morais e chegar à conclusão de que, em última análise, dado o balanço geral, a vida é boa de ser vivida”.

No seu livro Billy Graham responde, na página 123, encontramos um ilustrativo exemplo do valor da perseverança nas lides do Bem. Escreveu o saudoso pastor evangélico norte-americano: “Quando o carpinteiro naval precisava de madeira para fazer um mastro para um barco a vela, ele não a procurava num vale, mas no alto da montanha, onde as árvores haviam sido castigadas pelos ventos. Essas árvores, ele o sabia, eram as mais fortes de todas. Não escolhemos as agruras; porém, se as enfrentarmos com bravura, elas poderão enrijecer a fibra de nossa Alma”.

 

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.brwww.boavontade.com

 

_________________________________________________________

ServiçoTesouros da Alma (Paiva Netto), 304 páginas. À venda nas principais livrarias e bancas de jornal.

Talvez você se interesse por estes artigos

Paiva Netto   Ernest Renan (1823-1892), filósofo, historiador e livre-pensador francês, citado por Humberto de Campos (1886-1934) em “Carta a Gastão Penalva” (1887-1944), seu colega...
Fechar Menu