Segmento de análises clínicas movimenta mercado da saúde

Notaparana
Foto: Humberto Michaltchuk – Prata Gelatina Fotografia e Ateliê

O setor de análises clínicas está movimentando o mercado de saúde em 2018, com o objetivo de oferecer as mais avançadas soluções em diagnóstico. Atualmente, parte desses serviços é terceirizado para laboratórios de apoio – uma prática muito comum no setor de medicina diagnóstica e que permite disponibilizar, a uma parcela maior de mercado, tecnologia de ponta em análises clínicas e otimização de custos. É nesse segmento que o Diagnósticos do Brasil, laboratório que acaba de completar 7 anos, vem crescendo a passos largos.

Tanto que, somente em 2018, está investindo cerca de R$ 50 milhões na ampliação de infraestrutura e abertura de uma nova unidade no Nordeste brasileiro. “O crescimento que obtivemos nos últimos anos e a retomada na economia brasileira motivaram a agilidade na expansão do grupo e um alto investimento, com recursos próprios”, revela o diretor Tobias Thabet Martins. O Diagnósticos do Brasil atua em todas as áreas de análises clínicas e conta hoje com 40 regionais de atendimento, distribuídas pelo País, além de 5 unidades técnicas. A matriz, localizada em São José dos Pinhais (PR), possui atualmente uma área de 4 mil m2, cerca de 430 colaboradores e capacidade para realização de 125 mil exames/dia – números que vão crescer, em breve, com a inauguração da nova sede.

A empresa passa por um grande processo de expansão, desde o lançamento da unidade em Sorocaba, em 2016, que possui estrutura operacional idêntica à da matriz. “A instalação, próxima a três dos principais aeroportos do Brasil, permitiu a conexão de todas as unidades do grupo mais facilmente”, comenta Tobias. A estratégia propiciou a redução do tempo de transporte das amostras e agilizou a liberação de laudos. Exames coletados em Campinas, por exemplo, chegam à nova unidade cerca de 17h mais rápido. A estrutura possui aproximadamente 4 mil m2 e realiza mais de 125 mil exames/dia.

Ainda com foco em agilidade na entrega de resultados, o grupo lança, no segundo semestre deste ano, uma unidade em Recife (PE), dirigida ao atendimento dos clientes da região Norte e Nordeste. Com a nova sede, o Diagnósticos do Brasil pretende fechar 2018 com capacidade para realizar até 15 milhões de exames mensais.

O grupo também aposta na segmentação para atender às demandas do mercado. A unidade DB Toxicológico realiza exclusivamente exames toxicológicos de larga janela de detecção e toxicologia ocupacional. Já o DB Patologia é especializado em diagnósticos anatomopatológicos e citopatológicos. Localizado em Sorocaba (SP), o laboratório inaugurou recentemente uma nova unidade com maior automação, visando oferecer maior qualidade e redução nos prazos dos exames.

E, em breve, o grupo amplia o DB Molecular, em São Paulo (SP), dedicado à realização de análises moleculares e genética humana. “As unidades técnicas permitem oferecer um atendimento personalizado, pois contam com equipes altamente especializadas na execução de análises e assessoria científica aos nossos clientes”, revela Tobias.

A estratégia assertiva propiciou também outra recente conquista: a empresa atingiu a segunda colocação, no mercado brasileiro, em volume de exames realizados por laboratórios de apoio – mais de 5 milhões mensais – um resultado bastante ousado nesse segmento. 

Imprensa Central