O Brasil caminha para ser um polo de startups?

8409314268_a7189ccafa_h90 polos tecnológicos já foram mapeados no Brasil e este número significa uma coisa: As startups estão cada vez mais presentes, e elas estão aparecendo em todas as regiões – o que significa mais negócios, mais inovação e mais oportunidades, desde tecnologia de rastreamento em São Paulo até tecnologia do agronegócio no interior em Pato Branco, no Paraná.

 

Rafaela Vita, coordenadora técnica da Klasse! Tech Talents, unidade especializada em recrutamento de TI, explica que dentro destes quase cem polos inovadores, existem  alguns mais fortes como Curitiba, Londrina, São Paulo, Belo Horizonte e agora Recife que também está crescendo.

 

Para Rafaela, os principais desafios para se contratar as pessoas, normalmente, é que as startups não tem tanta estabilidade. “Uma pessoa que está em uma grande empresa faz somente uma certa atividade e o profissional que entra em uma startup  tem que fazer um pouco de tudo. Normalmente, é uma equipe enxuta, formada muitas vezes pelo dono da startup, o seu fundador, mais uma pessoa técnica, e ela precisa saber um pouco de cada coisa”.

 

Vale a aposta?
E como tudo na vida profissional, há o bônus e o ônus.  Rafaela lembra que nem todas as startups  dão certo e que existe o risco da pessoa que entrar em uma empreitada dessas perder tempo e não progredir. “Em contrapartida, se der certo, a possibilidade de crescimento desta pessoa que iniciou, que ‘startou’ a empresa, é muito grande”.

Dentro do lado positivo, Rafaela destaca o desenvolvimento das competências pessoais. “Quando se fala do ambiente de startups,  o profissional está desenvolvendo muito a sua habilidade de empreendedorismo, de comunicação e de visão sistêmica, por exemplo, os profissionais se tornam mais completos. Quando eles saem do projeto, por exemplo, estão mais preparados. O ganho profissional é bem interessante.”

Rafaela explica que o que acontece em outros países ainda é atrativo para profissionais de TI, mas que tudo pode mudar em breve.  “As pessoas do mundo inteiro vão aos centros que incentivam as startups , principalmente os brasileiros que são muito fortes no Vale do Silício. Ou eles seguem para uma startup  já preparada, formada no Brasil, ou vão trabalhar em outras  que estão incubadas por lá”.

E com tantos polos mapeados Brasil afora, o certo é que o país caminha para a mesma direção: ser um centro de startups  em pouco tempo.

Foto: Heisenberg Media/ Divulgação


Sobre a Klasse! Tech Talents

A Klasse! Tech Talents é focada na seleção estratégica de profissionais para a área de tecnologia, com amplo networking e especializada na captação de talentos TECH. Atende diferentes organizações, incluindo os setores da indústria, comércio, serviços, fornecedores da área de tecnologia, entre outros. Toda a conduta é baseada em sigilo, discrição e personalização nos serviços e relacionamentos, tanto entre clientes como os profissionais que atende.

Acesse e saiba mais: www.klassetech.com.br

 

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui