Confenar orienta equipes de entrega sobre riscos da febre amarela

Revendas afiliadas à Confederação promovem campanhas de conscientização e vacinação para seus colaboradores

Para proteger seus motoristas e entregadores do surto de febre amarela que ocorre no Brasil, as revendas afiliadas à Confenar – Confederação Nacional das Revendas Ambev e das Empresas de Logística da Distribuição, a maior rede de distribuição de bebidas do País, realizam campanhas de conscientização e vacinação contra a doença.
Na distribuidora Brasbel, em Luziânia, no interior do Estado, por exemplo, 180 funcionários foram vacinados em uma campanha de conscientização. Com a ação, 100% dos colaboradores estão imunizados e livres de contrair a febre amarela.
Até mesmo em municípios onde não foi registrado nenhum caso da doença, as revendas estão agindo. É o caso da distribuidora Brapira, de Pirassununga, no interior de São Paulo. A empresa possui motoristas e ajudantes que fazem entregas em áreas na divisa com Minas Gerais, região endêmica, como São João da Boa Vista e Vargem Grande do Sul. De acordo com a técnica de segurança do trabalho da revenda, os colaboradores foram orientados a procurar o posto de saúde mais próximo para serem imunizados.
Somando todos os motoristas e entregadores das 110 revendas da Confederação, são mais de 8.500 trabalhadores. São motoristas que dirigem os veículos de entrega junto aos pontos de venda, os de puxada (responsáveis por fazer a operação de transferência de produtos da fábrica para as revendas) e os terceirizados, que geralmente são contratados por sazonalidade, como agora no verão. Além dos ajudantes que também fazem a entrega dos produtos nos diversos pontos de venda. “O risco de nossos colaboradores serem infectados é grande, principalmente aqueles que trabalham em regiões mais afetadas pela febre amarela. Qualquer ação é bem-vinda nesse momento delicado e quanto mais informações sobre a doença, melhor, para que os caminhoneiros saibam como se precaver”, afirma Victor Simas, presidente da Confenar.
A febre amarela é transmitida pelos mosquitos Haemagogus, Sabethes ou Aedes Aegypti, o mesmo transmissor da dengue. Com duas doses da vacina, o paciente está imunizado para a vida toda. Os sintomas da doença são febre, calafrios, dor de cabeça, vômitos e náuseas.
Para mais informações, acesse: www.confenar.com.br

Números Confenar
A Confenar possui 110 revendas afiliadas e mais de 500 empresários ligados à rede. As revendas Ambev associadas à Confederação geram 23.000 empregos diretos e cerca de 70.000 indiretos, além de prestar atendimento a cerca de 1 milhão de pontos de venda em todo o País dentro do sistema Ambev de distribuição.
Juntas, as Revendas filiadas faturam mais de R$ 14 bilhões ao ano, com potencial de consumo de produtos e serviços em aproximadamente R$ 800 milhões também ao ano. Possuem uma das maiores frotas do Brasil, com 9.740 veículos. Desses, 4.200 são caminhões, sendo 750 caminhões utilizados nas operações de puxada (transferência de produtos da fábrica para a Revenda), 2.750 caminhões nas operações de entrega, 700 caminhões terceirizados, 2.800 motos, 2.200 automóveis/utilitários e cerca de 540 empilhadeiras.
A Confenar investe, anualmente em média, mais de R$ 15 milhões em autopeças, R$ 4 milhões em uniformes, R$ 30 milhões em seguros, R$ 3 milhões em treinamento, entre outros.
As frotas têm consumo anual de R$ 210 milhões em óleo diesel (combustível e lubrificante) e R$ 12 milhões em pneus.

Sobre a Confenar
A Confenar (Confederação Nacional das Revendas Ambev e das Empresas de Logística da Distribuição) representa todas as empresas revendedoras dos produtos Ambev. Criada em janeiro de 2003, é hoje a maior rede de distribuição de bebidas do País. Entre suas iniciativas destacam-se a otimização das atividades do segmento, a garantia da sua representatividade e a geração de negócios que beneficiem os revendedores associados. Juntas, as revendas Confenar são responsáveis por uma das maiores frotas de veículos do País e por uma das mais complexas e eficientes operações de logística de distribuição do mundo.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui