Santuário do Carmo distribui 30 mil escapulários na abertura do Ano Mariano

Em outubro a Igreja católica celebra os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida no Rio Paraíba do Sul. É um tempo favorável para contemplar Maria como modelo de fé e seguimento do Cristo.

Neste contexto, o Santuário Nossa Senhora do Carmo, em Curitiba, fará a distribuição gratuita de 30 mil escapulários durante as novenas que acontecem na quarta-feira (08), abrindo oficialmente o “Ano Mariano” no Santuário.

Todas as pessoas são chamadas a participarem deste momento para celebrar, fazer memória e agradecer. Desta maneira, fica o convite para que a comunidade leve toda a família e convide seus amigos, vizinhos para receberem a imposição do Escapulário que é uma das devoções marianas mais difundidas.

 

Sobre o Escapulário

A popularidade do escapulário marrom é devida, em parte, às graças específicas que estão associadas pela própria Virgem Maria nas suas aparições a São Simão Stock e ao Papa João XII: a garantia de todo aquele que o usar devotamente não morrerá em pecado mortal, e o privilégio sabatino.

No entanto, é preciso entender corretamente o conteúdo dessa promessa feita pela Virgem: a perseverança final isto é, a salvação para quem morrer usando o escapulário. A graça que Nossa Senhora concede aos que usam o escapulário e morrem com ele é a de se arrependerem de todos os pecados cometidos em vida, já que é uma verdade de fé que só se pode salvar quem estiver em estado de graça na hora da morte.

 

Compromissos de quem usa o Escapulário

l. Aprofundar continuamente a vida cristã; engajar-se sempre mais na pastoral da Igreja, dar testemunho de vida cristã.

2. Vivenciar as práticas da devoção à Virgem Maria, tão enraizada no povo; meditar a Palavra de Deus e participar ativamente da vida da Igreja.

3. Procurar fazer pequenas penitências que fortaleçam a vida espiritual e levem a participar da Paixão de Cristo e da paixão do povo.

4. Terço e escapulário são inseparáveis. É preciso, portanto, descobrir o terço como oração que une a família, “pequena Igreja doméstica”, ao redor da Mãe de Jesus.  <bravocdi@gmail.com>

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui