Qual a diferença entre rinite e sinusite?

Dor de cabeça, obstrução nasal, tosse, espirros… Quando todos esses sintomas aparecem juntos, é difícil saber o que exatamente temos: seria um resfriado? Gripe? Ou alguma das “ites” que frequentemente ouvimos falar? Pois saiba que esses sintomas característicos podem indicar, por exemplo, um quadro de rinite ou de sinusite. Segundo o otorrinolaringologista Diego Malucelli, da Otorrinos Curitiba, é preciso a avaliação de um especialista para identificar as reais causas e indicar o melhor tratamento.Veja também:
:: Cigarro e álcool em excesso prejudicam a voz
:: Qual a diferença entre faringite, laringite e amigdalite?
:: Perda auditiva também afeta os mais jovens

“Uma das principais dicas é evitar a automedicação. Existem algumas rinites causadas por medicamentos. Então, a orientação é sempre procurar um médico na suspeita dessas patologias”, alerta Malucelli.

Rinite x Sinusite
sinusite é uma doença dos seios da face, que pode ser causada por um agente etiológico, por exemplo, uma bactéria ou fungo, ou por alguma obstrução desses seios, como um pólipo. Já a rinite é uma doença da mucosa nasal. “Há vários tipos de rinite, sendo a alérgica a mais conhecida e as virais muito comuns nessa época do ano”, lembra Diego.

Principais sintomas
De acordo com o especialista, a sinusite apresenta alguns sintomas característicos como a dor facial e a dor de cabeça, a obstrução nasal, secreção purulenta nasal, tosse, e sensação de ouvido tapado. Já a rinite apresenta sintomas como coriza, obstrução nasal, espirros, coceira, coceira nos olhos e outros parecidos com um resfriado.

Tanto a rinite quanto a sinusite podem ocorrer ao mesmo tempo, comprometendo tanto a mucosa nasal como a dos seios da face.

Tratamentos
Nos dois casos, o tratamento depende da causa. O otorrino lembra que se a sinusite for bacteriana, o uso de antibióticos será necessário. “Podem ser indicados também procedimentos cirúrgicos na sinusite crônica. O tratamento para alívio dos sintomas com analgésicos, anti-inflamatórios e descongestionantes geralmente são utilizados”, comenta.

Na rinite, os antialérgicos, sprays nasais, lavagens nasais e descongestionantes são muito utilizados, mas é preciso orientação médica. “Saber qual o tipo de rinite que está sendo tratada é importante para evitar o uso de medicamentos desnecessários e possíveis complicações”, aconselha o especialista.

Existe prevenção?
Cuidar da saúde e manter a higiene do ambiente em dia são algumas das principais indicações. “A prevenção sempre é possível. No caso das rinites e sinusites existem algumas medidas profiláticas, tais como mudança de hábitos (tabagismo, por exemplo), higiene ambiental, ter uma alimentação balanceada, manter a casa ventilada, evitar lugares muito fechados com aglomeração de pessoas e evitar cheiros fortes”, resumiu o especialista.

 

Diretor Técnico: Dr. Ian Selonke CRM-PR 19141 | Otorrinolaringologia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui