Épocas frias exigem mais cuidados com a saúde das crianças

0
170

O inverno só começa na semana que vem, mas os últimos dias de outono – que já estão mais gelados – lembram que os cuidados com a saúde devem ser intensificados, principalmente em relação às crianças. Segundo o otorrinolaringologista Diego Malucelli, da Otorrinos Curitiba, nessa época aumentam as doenças respiratórias, virais e bacterianas, e o contágio é maior.

Veja também:
:: 7 dicas para se ter uma boa noite de sono
:: Qual a diferença entre rinite e sinusite?

“Muitas crianças ficam em creches e escolinhas, acabam tendo contato com outras crianças e a transmissão dos vírus é maior. Nessa época do ano o ar fica mais seco, facilitando a propagação de vírus e bactérias. As gripes e resfriados acometem o sistema respiratório, podendo evoluir para complicações como pneumonia, bronquite, asma, rinite, entre outros”, comenta o especialista.

O ar seco e as baixas temperaturas contribuem para alterações na mucosa respiratória e no meio ambiente, bem como o aumento da poluição, o ressecamento das vias aéreas e a queda da imunidade, o que facilita o contagio e transmissão das viroses.

O problema pode se agravar quando as crianças ficam em ambientes sem a devida circulação de ar. “Sempre que possível é importante evitar ambientes fechados com aglomerações, já que no outono e inverno aumentam as doenças respiratórias. Nas escolinhas, por exemplo, o ideal é que as salas sejam bem ventiladas e higienizadas”, alerta Malucelli.

Frutas e verduras no prato

A missão dos educadores e pais não é fácil, mas é bom ficarem atentos aos hábitos alimentares das crianças. “Tanto em casa como na escola, é importante que os pequenos tenham uma alimentação saudável, sem frituras e sem excesso de açúcar. A ingestão de líquidos, principalmente de água, também é muito importante. Outra dica é adicionar frutas e verduras que tenham vitamina C, importante componente para fortalecer o sistema imunológico. Algumas opções são: laranja, acerola, morango, limão, manga, tomate, brócolis, couve, pimentão, entre outros”, indica o médico.

Vacina em dia e higienização também!

O especialista também lembra sobre a importância de a vacinação das crianças estar sempre em dia, principalmente a da gripe. “A vacinação contra a gripe tem o objetivo de proteger toda a população das graves formas da infecção provocada pelo vírus Influenza”, orienta o especialista.

Outro ponto importante, segundo Diego, é a higienização constante. “É importante lavar bem as mãos, principalmente antes das refeições, e manter a casa e as salas de aula sempre ventiladas”, aconselha Malucelli.

Em dias mais frios, as crianças geralmente ficam com o nariz entupido, o que pode gerar desconforto. Para aliviar a congestão, o indicado é fazer a lavagem nasal usando soro fisiológico. “E quando o caso clínico for evidente, o ideal é procurar um médico para evitar complicações maiores”, aconselha o especialista.

Diretor Técnico: Dr. Ian Selonke CRM-PR 19141 | Otorrinolaringologia