Evento incentiva soluções inovadoras à saúde pública no oeste do PR

InnovaSaúde acontece de 20 a 22 de setembro e faz parte da programação da 9ª Innovacities em Toledo

Na próxima semana, o município de Toledo realiza mais uma edição da Feira de Máquinas, Automação e Indústria (Femai), que acontece de 20 a 22 de setembro no Centro de Eventos Ismael Sperafico. Apesar de ser o quinto ano da feira, esta edição traz, além da inovação, programação inédita e um foco que ultrapassa os limites do setor do agronegócio e metalmecânico – sempre considerados os pontos fortes da exposição.

Simultaneamente à Femai 2017, serão realizados dois eventos inéditos na região e voltados à produção de soluções inovadoras e tecnológicas à comunidade. O Innovacities International Business que trará como principal discussão o desenvolvimento sustentável da região incentivado por meio de ecossistemas de inovação e, o InnovaSaúde, o primeiro hackathon da história do evento voltado à produção de soluções específicas ao setor da saúde pública do oeste do Paraná.

De acordo com o consultor do Sebrae/PR, Osvaldo Cesar Brotto, os três eventos trazem a inovação em seu DNA e, por conta disso, complementam-se de alguma maneira. “A Femai sempre trouxe inovação, entretanto, esta a primeira vez em que agrega uma temática fora do agro e indústria. O tema Saúde Pública, estimulado no InnovaSaúde, é um tema central dos objetivos para o desenvolvimento sustentável, proposto pelo Innovacities”, explica.

A ideia de realizar um hackathon voltado à saúde, complementa o consultor, também vem do potencial da região no setor. “O Oeste é polo de saúde, pública e privada. Nesse sentido, a ideia do InnovaSaúde é estimular soluções aos gargalos do setor por meio de uma metodologia de criação de startups, que são modelos de negócios inovadores. Será um verdadeiro desafio para encontrar soluções que podem evoluir em negócios rentáveis e que beneficiem o setor de saúde pública regional”, destaca.

Ao hackathon, espera-se um grupo de cerca de 60 pessoas, entre estudantes e profissionais de todas as especialidades médicas e da atenção básica, além de programadores e designers. O formato do evento lembra uma espécie de maratona, na qual os participantes têm o desafio de entender os problemas, causas e criar soluções aplicáveis ao final dos três dias de encontro. As soluções geralmente têm cunho tecnológico ou de processos inovadores e beneficiarão diretamente à comunidade da região.

Interessados em fazer parte do grupo InnovaSaúde devem confirmar inscrição no link http://bit.ly/innovasaude. Não há custo para inscrição, apenas uma taxa de R$ 90, que será destina à alimentação durante o evento, que acontece das 8 às 22 horas. “O objetivo primário é fazer a região repensar os processos da saúde enquanto comunidade e criar tecnologias que ajudem o dia a dia dos trabalhadores e dos pacientes”, observa Osvaldo Cesar Brotto.

O InnovaSaúde tem como parceiros de realização o Sebrae/PR, Acit, Unioeste e Associação Brasil Internacional de Inventores, Cientistas e Empreendedores Inovadores (Abipir).

Dinâmica

O hackathon está dividido em três etapas. A primeira, marcada para o dia 20 de setembro é de “Capacitação”, onde os participantes conhecerão os processos de inovação para ajudá-los a criar soluções melhores no curto período do desafio da maratona. Ainda no mesmo dia, acontece a fase da “Imersão”, na qual profissionais e representantes de instituições ligadas à saúde da região estarão disponíveis para apontar os gargalos da saúde pública no oeste do Paraná.

Nos dias seguintes, 21 e 22 de setembro, é que os participantes serão desafiados a etapa de “Criação”, que é parte mais prática da dinâmica. Tendo conhecimento de inovação e do problema a ser resolvido, os grupos deverão criar soluções técnicas que possam ser utilizadas logo ao final do evento.

 

SEBRAE/PR 45 ANOS

O Sebrae/PR comemora este ano quatro décadas e meia de atuação em defesa dos pequenos negócios. As micro e pequenas empresas representam 98,5% do total de empreendedores no Brasil, respondem por 27% do Produto Interno Bruto (PIB) e geram a maioria empregos no país. No Paraná as micro e pequenas empresas correspondem a 97% das empresas do Estado e geram 90% dos empregos formais, neste momento. Formalização, inovação, redução da burocracia, ampliação do acesso ao crédito, educação empreendedora e melhoria do ambiente legal fazem parte do compromisso do Sebrae/PR com os micro e pequenos negócios.

Comments are closed.