Saiba como evitar as dores de garganta no verão

Muita gente acha que é só no inverno que podemos “pegar” resfriados, infecções e alergias. Mas quando falamos da dor de garganta, ela pode acontecer em qualquer época do ano, inclusive no verão. Segundo o otorrinolaringologista Diego Malucelli, do Hospital Otorrinos Curitiba, há várias causas para a dor de garganta, que é uma das queixas mais comuns no consultório durante o ano todo.

“A dor de garganta ocorre quando a faringe ou as amígdalas estão acometidas, e existem várias causas, principalmente as infecções virais e bacterianas. No entanto, há outras razões para o problema também, como por exemplo, clima seco, tabagismo, alergias, uso excessivo da voz, refluxo gastroesofágico, algumas DSTs, tumores de orofaringe, aftas, entre outros”, explicou o otorrino.

Veja também:
:: Você respira pelo nariz ou pela boca?

:: Higiene nasal: qual sua importância e como fazer

:: Deficiência auditiva pode aumentar casos de isolamento social nos idosos

dor-de-garganta-otorrinos-curitibaDores de garganta que se prolongam por mais de uma semana devem ser investigadas. De acordo com o médico, em alguns casos as infecções de garganta podem evoluir para abscessos ou doenças cardíacas (febre reumática). “Caso o paciente sinta muito incômodo com a dor de garganta, o ideal é procurar um otorrinolaringologista, que investigará as principais causas e conseguirá indicar o melhor tratamento”, lembrou Diego.

Medidas para prevenir a dor de garganta
É quase impossível controlar a chegada de uma dor de garganta. Mas há como se prevenir? Para o especialista, com medidas simples é possível, sim, ficar longe da dor de garganta.

“Evitar o fumo, bebidas alcoólicas e bebidas muito quentes ou muito frias são medidas de prevenção importantes para a dor de garganta. Outras dicas: evitar o ar condicionado porque ele seca bastante o ambiente, e sempre que possível evitar ambientes com aglomeração de pessoas. Além disso, é sempre bom lembrar que manter hábitos de higiene como lavar bem as mãos e ingerir bastante líquido, de preferência água, ajudam nesse processo”, comentou Diego.

Bebidas geladas e a dor de garganta
Sempre ouvimos dos mais velhos que “tomar sorvete pode causar dor de garganta”. Seria uma crendice popular ou isso, de fato, tem embasamento científico? Segundo o otorrino, sorvete e bebidas geladas podem, sim, prejudicar a garganta.

“Isso acontece porque o frio contrai os vasos sanguíneos, diminuindo o fluxo sanguíneo e também a concentração de oxigênio e nutrientes, podendo ser um fator para a queda da imunidade (defesa) local”, explicou.

O cloro das piscinas é prejudicial?
piscina-cloro-dor-de-garganta-otorrinos-curitiba
Com o calor já em alta e a poucos dias do início do verão, muita gente vai intensificar a ida a clubes e piscinas nesta época do ano. No entanto, é bom ficar atento porque o cloro é um irritante das vias aéreas. “Dependendo da concentração de cloro, ele pode ser muito prejudicial à saúde. Para evitar problemas, é aconselhável fazer uma lavagem nasal com soro fisiológico após sair da piscina. A lavagem nasal, além de remover o muco nasal, secreções purulentas, restos de células e crostas, diminui a inflamação local da mucosa”, finalizou o otorrino.

 

Diretor Técnico: Dr. Ian Selonke CRM-PR 19141 | Otorrinolaringologia

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Assine a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

spot_img