Estados Unidos e Europa aprovam tratamento para tipo de câncer raro

Após aprovação da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), a Agência Americana de Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA – Food and Drug Administration) concedeu revisão prioritária ao pedido de uma nova indicação para Trisenox® (trióxido de arsênio), da Teva Farmacêutica, em combinação com a tretinoína para o tratamento de adultos recentemente diagnosticados com leucemia promielocítica aguda de baixo risco (LPA ou LMA do tipo M3). A aprovação baseou-se na revisão prioritária dos dados da literatura científica publicados e de informações contidas no banco de dados global de segurança para a nova opção terapêutica.

Sobre a doença

A leucemia promielocítica aguda é um subtipo da leucemia mieloide aguda, que costuma acometer aproximadamente 10% dos jovens e adultos diagnosticados com este tipo de câncer raro. A principal característica desta doença é a superprodução de algumas células imaturas do sistema imunológico, conhecidas por blastos (tipo de glóbulo branco, responsável por combater infecções). Elas passam a se desenvolver de forma descontrolada e param de desempenhar sua função de proteger o organismo contra diversos patógenos.

fabiola.capalbo@tinocomunicacao.com.br

Talvez você se interesse por estes artigos

Fechar Menu