Sessão de autógrafos movimentou lançamento da segunda edição do livro de Greca sobre Curitiba

Com uma concorrida noite de autógrafos, o prefeito Rafael Greca de Macedo lançou nesta quinta-feira, o Solar do Rosário, a segunda edição do livro “Curitiba – Luz dos Pinhais”.

Greca com Margarita Sansone.

A nova edição foi revista e ampliada: conta agora com 592 páginas (32 a mais que a primeira) e 50 novas imagens que vem se somar às outras duas mil fotos, ilustrações, marcas e documentos históricos. A tiragem é a mesma da versão inaugural, lançada em 2016: duas mil cópias, sendo mil delas destinadas gratuitamente a escolas e bibliotecas públicas.

O livro foi editado pelo Solar do Rosário, por meio da Lei Rouanet, com patrocínio da Roca, Sanepar, Governo do Estado do Paraná, Positivo e Condor, e incentivo de Itaipu, Ambiotech e Casillo Advogados.

sobre a obra:

Viagem no tempo

“Curitiba – Luz dos Pinhais” promove um passeio pela cidade de ontem e de hoje, com importante destaque para as pessoas que construíram seu passado e presente, sua história e estórias. “É um livro que permite um passeio histórico por várias Curitibas até chegar aos dias atuais”, comenta Greca. “Esgotou-se a primeira edição com dois mil exemplares, bem como a edição cyber que teve mil pen drives em forma de pinhão em resina, também conhecidos por ‘sementes de cultura’. Com a nova edição, traremos outra inovação: audiobooks para que a história fique acessível a todos”.

Com o formato gráfico que se aproxima de um almanaque, ricamente ilustrado, o livro traz registros que vão de fotografias antigas a ilustrações, além de diversas obras de arte com renomados artistas, como Poty Lazzarotto a Theodoro De Bona. Entre textos e imagens, Greca faz uma viagem no tempo. Ele começa com os primeiros habitantes da região, os indígenas, passando pelos colonizadores até as famílias de imigrantes. A arquitetura e a arte local têm grande destaque em “Luz dos Pinhais”, bem como acontecimentos marcantes, incluindo a Guerra do Pente e a visita do Imperador Dom Pedro II.

Greca com o presidente da Associação Comercial do Paraná, Gláucio Geara.

Importantes personagens paranaenses também têm seus lugares ao longo da obra: a poetisa Helena Kolody, o escritor Dalton Trevisan, o artista Poty e o arquiteto João Batista Vilanova Artigas são alguns dos homenageados.

Origem do livro

Uma conversa informal foi o ponto de partida do livro. Greca conversava com a fundadora e proprietária do Solar do Rosário, Regina Casillo, quando teve a ideia inicial. Foi também incentivado por Caetano Munhoz da Rocha, filho do ex-governador Bento Munhoz da Rocha. A partir daí, escritos que vinha realizando sobre a cidade, desde os anos 70, se transformaram nesta obra.

Fotos: Marcelo Elias

Últimas notícias