Asco debate os benefícios do exame molecular para o tratamento em pacientes com câncer de pulmão

Neste ano, o Brasil deverá somar mais de 31 mil novos casos de tumores pulmonares, de acordo com Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca). Na origem da doença está, é claro, o tabagismo, uma vez que os dados disponíveis apontam que o hábito de fumar está relacionado a 90% de todos os casos desse tipo de câncer. Trata-se de um problema global que desafia a medicina a descobrir novas práticas terapêuticas com o objetivo de combater a doença.

No Encontro Anual da Asco, em Chicago (EUA), um dos temas mais importantes na pauta de debates é a utilização da medicina de precisão para aprimorar o tratamento de pacientes com câncer de pulmão. “Ficou bastante evidente que estamos evoluindo para a identificação de subtipos muito específicos desse tumor, ou seja, cada câncer de pulmão é um pouco diferente de outro. Por isso, para definir o tratamento ideal, é importante que se faça um teste molecular na biópsia, ou seja, um sequenciamento dos genes”, explica o Dr. Jacques Tabacof, oncologista clínico e hematologista do Grupo Oncoclínicas em São Paulo.

O avanço dos estudos envolvendo o genoma humano fez com que nos últimos anos a genética se tornasse parte indispensável das áreas da medicina. Dentro delas, a oncologia vem se beneficiando tanto na precisão diagnóstica, quanto na eficácia do tratamento, ambas proporcionadas por análises com base em genes.

Nesse cenário desponta a chamada oncogenética, estudo genético aliado ao tratamento oncológico, que busca entender as alterações moleculares das células cancerígenas e fazer a diferença no diagnóstico precoce e tratamento.

De acordo com o Dr. Jacques, os dados apresentados no painel mostraram que o exame molecular do tumor permite identificar o tratamento mais assertivo para cada paciente. “Estamos na era da medicina personalizada. Terapia-alvo específica, baseada na análise da biópsia, do ponto de vista molecular das alterações do DNA do tumor, é um grande avanço no combate à doença”, comenta.

Sobre a Asco
Asco é a abreviatura pra American Society of Clinical Oncology – ou Sociedade Americana de Oncologia Clínica, em tradução para o português. A entidade foi fundada em 1964 por sete oncologistas que tinham a finalidade de melhorar o atendimento dos pacientes com câncer. Na época, o câncer era visto como uma doença incurável, com poucas terapias – difíceis de tolerar e quase sempre ineficazes. O estigma e o silêncio deixaram muitos pacientes com pouco apoio ou informação.

Ao longo de cinco décadas, a Asco e seus membros estabeleceram e avançaram no campo da oncologia clínica moderna. De muitas maneiras, a história da Asco é a história do progresso contra o câncer. Dos sete membros originais, hoje são mais de 40 mil. Nesse período, o número de medicamentos disponíveis para tratar o câncer aumentou significativamente. E, o mais importante, os pacientes estão vivendo mais e muito melhor.

Para mais informações, acesse https://am.asco.org/

 

Sobre o IHOC
O Instituto de Hematologia e Oncologia Curitiba (IHOC), fundado em 2000, é um centro de tratamento médico multidisciplinar, com foco no tratamento de pacientes com tumores e doenças hematológicas. A estrutura é preparada para procedimentos de alta complexidade. Desde o início de 2017, se uniu ao Grupo Oncoclínicas. Mais informações sobre o instituto podem ser conferidas no site www.ihoc.com.br.

Sobre o Grupo Oncoclínicas
Fundado em 2010, é o maior grupo especializado no tratamento do câncer na América Latina. Possui atuação em oncologia, radioterapia e hematologia em 11 estados brasileiros. Atualmente, conta com mais de 60 unidades entre clínicas e parcerias hospitalares, que oferecem tratamento individualizado, baseado em atualização científica, e com foco na segurança e o conforto do paciente.

Seu corpo clínico é composto por mais de 450 médicos, além das equipes multidisciplinares de apoio, que são responsáveis pelo cuidado integral dos pacientes. O Grupo Oncoclínicas conta ainda com parceira exclusiva no Brasil com o Dana-Farber Cancer Institute, um dos mais renomados centros de pesquisa e tratamento do câncer no mundo, afiliado a Harvard Medical School, em Boston, EUA. Para obter mais informações, visite www.grupooncoclinicas.com.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Assine a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

spot_img