Alunos de Curitiba se destacam em provas do conhecimento

Breno Taques, Mateus der Bedrossian e Rafael Bueno, alunos Medalhistas de Ouro na Olimpíada Canguru de Matemática

Murilo Irala Strapasson

Os alunos da Unidade Bosque do Colégio do Bosque Mananciais fecharam o mês de julho com a classificação de dois estudantes, Murilo Irala Strapasson e Matheus Pessoa der Bedrossian, do 2º ano do Ensino Médio, entre os 25 do Paraná para a fase nacional da Olimpíada Brasileira de Química. Essa classificação veio se somar a outras atingidas nos demais meses do primeiro semestre e que fazem com que o colégio já tenha batido, só nesse período, seu recorde de bons resultados em olimpíadas nacionais do conhecimento. Das nove competições das quais os alunos participaram, em todas foram medalhistas ou, nas que ainda não finalizaram o processo, foram classificados para as próximas fases. Só na Olimpíada Canguru de Matemática, foram 17 medalhistas da Unidade, entre ouro, prata e bronze.

O fechamento do semestre também trouxe a confirmação do preparo acadêmico dos alunos com os resultados do último Simulado Poliedro. As provas abrangem todos os estudantes do Fundamental II e do Ensino Médio das escolas do Sistema de Ensino Poliedro – utilizado pelo colégio a partir do 5º ano e referência em aprovação nos principais vestibulares do país. Com média 9,21, o aluno Breno Taques Mussi Endres, do 7º ano, ficou em 7º lugar geral entre os 5.120 participantes do seu nível no Simulado. Ao todo, 34 estudantes da Unidade Bosque ficaram entre os 30%, 20% ou 10% melhores entre os participantes do Simulado. Isso significa que 41% dos alunos do Fundamental II e Ensino Médio do colégio que fizeram as provas conseguiram colocações de excelência.

No aproveitamento coletivo, os destaques foram as turmas do 9º ano do Ensino Fundamental, do 2º ano e do 3º ano do Ensino Médio. Das 140 escolas que possuem o 9º ano e participaram das provas, o Colégio do Bosque Mananciais/Unidade Bosque ficou em 12º lugar. No caso do 2º ano, a colocação foi em 6º lugar entre as 154 participantes. E o terceirão – categoria onde há mais escolas, 175 participantes – ficou em 13º lugar. “Essas colocações comprovam que estamos no caminho certo. É o nosso primeiro ano de terceirão e temos certeza que esses estudantes estão preparados para ingressar na universidade”, diz o diretor da Unidade Bosque, Paulo Henrique Neiva de Lima Júnior.

A seguir, as Olimpíadas das quais a Unidade Bosque (onde estudam meninos do 2º ano do Fundamental II ao 3º ano do Ensino Médio) participou  e os resultados até agora:

  • Olimpíada Brasileira de Química: dois alunos classificados para a segunda fase

 

  • Olimpíada Paranaense de Matemática

Cinco alunos classificados para a segunda fase.

 

  • Olimpíada Brasileira de Física

 

Seis alunos classificados para a próxima fase

 

  • XX Olimpíada Brasileira de Informática (OBI)

Dois alunos classificados para a etapa nacional

 

  • Olimpíada Canguru de Matemática
  • medalhistas

 

  • Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFog)

Três alunos classificados para Etapa Nacional

 

  • Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) 2017

Pela primeira vez classificado para a seletiva da etapa internacional, que aconteceu em março de 2018 no Rio de Janeiro, com o aluno Miguel Antunes de Lima

Nos próximos meses, serão divulgados os resultados finais dessas olimpíadas e de outras das quais os alunos participaram ou vão participar neste segundo semestre, como o Concurso Nacional de Cartas dos Correios (aluno da unidade foi premiado no ano passado), a Olimpíada Nacional de Geografia e a de Ciências, além da OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas e Privadas) e da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astrofísica (OBA).