EntretenimentoCulturaArquitetas lançam livro sobre a arquitetura modernista em casas de Ponta Grossa

Arquitetas lançam livro sobre a arquitetura modernista em casas de Ponta Grossa

Seis casas da cidade, construídas entre 1949 e 1953 e assinadas pelos renomados arquitetos Vilanova Artigas e Miguel Juliano, têm sua memória resgatada em trabalho inédito sobre a vertente modernista nos Campos Gerais

Conhecer a história para preservar e valorizar a arquitetura. Esse é um dos objetivos pretendidos pelas arquitetas Ana Luísa Furquim Bezerra e Gisele Pinna Braga com o livro “Artigas e Miguel Juliano: seis casas modernistas em Ponta Grossa”, oficialmente lançado em agosto em Curitiba e em Ponta Grossa.

Logo de início, o livro introduz o leitor ao conceito da “máquina de morar”, forjado pelo arquiteto Le Corbusier na década de 1920, contando por que ela era tão almejada. Depois, faz-se um breve panorama sobre as carreiras dos arquitetos Vilanova Artigas (1915-1985) e Miguel Juliano (1928-2009), evidenciando sua importância no cenário da arquitetura nacional. “É muito além de um livro textual. O projeto gráfico foi realizado a várias mãos: minhas, da Gisele Pinna e do designer gráfico Henrique Jakobi. Cuidamos de cada detalhe para que a mensagem fosse claramente transmitida aos leitores de maneira fácil e visualmente atraente”, avalia Ana Luísa. Outra ponto de destaque, segundo ela, é a mescla que o livro faz entre a apresentação do projeto arquitetônico de cada casa e as memórias das pessoas que as habitaram, o que dá ao livro também uma marca afetiva.

Arquitetas lançam livro sobre a arquitetura modernista em casas de Ponta Grossa

Trabalho inédito

Até então, nenhuma das quatro casas assinadas por Miguel Juliano haviam sido estudadas mais profundamente. As duas assinadas por Artigas já foram objeto de uma dissertação de mestrado que analisava também outras obras do arquiteto no estado. “O autor é o arquiteto Roberto Tourinho Fontan, nosso colega, que cedeu o material das casas para nós”, conta Ana Luísa. Segundo ela, o ineditismo também vem no sentido de que a história das casas é confusa para os pontagrossenses. “Existe por lá um mito de que todas as casas com rampas e formas geométricas sejam de autoria de Vilanova Artigas”, diz.

A ideia de escrever o livro surgiu em 2012, quando a arquiteta começou a dar aula no Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (CESCAGE), em Ponta Grossa. “Já ouvia falar dessas casas, porém, as informações eram muito duvidosas. Ninguém sabia ao certo a autoria e quantas eram. Na época, o coordenador do curso de arquitetura era o José Marcos Novak. Ele me incentivava a fazer alguma ação voltada ao resgate histórico das casas, visto que minha área de atuação é patrimônio histórico. Quando lançaram o primeiro edital da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Paraná, em 2014, inscrevi o projeto”, detalha Ana Luísa.

Para Gisele Pinna, o livro focaliza dois públicos-alvo principais: arquitetos e estudantes interessados em arquitetura modernista residencial, e a população dos Campos Gerais que busca conhecer um pouco mais a sua história. “Pretendemos auxiliar estudantes e o público em geral a compreender e reconhecer a arquitetura modernista na cidade de Ponta Grossa”, avalia ela, responsável pela produção das imagens e coautora do livro.

Memória

“Na primeira parte do livro contextualizarmos a história da ocupação de Ponta Grossa e como a arquitetura modernista ali chegou. Na segunda parte, o ápice do livro, apresentamos cada casa e suas memórias através de fotos e plantas, além de termos reconstituído as casas já descaracterizadas, através de tecnologia 3D. Tudo isso acompanhado de textos que compõem a descrição da planta, mesclados à história e às memórias dos ex-proprietários e da própria comunidade pontagrossense”, explica Pinna.

A terceira parte do livro é dedicada a uma análise arquitetônica de cada casa através de diagramas analíticos, divididos por categorias. Nessa parte, mais técnica, as arquitetas avaliam itens como implantação, volumetria, setorização, fluxos, visuais, estrutura e orientação solar.

Realização

Editado pela ArquiMemo Livros, Arquitetura & Patrimônio, uma editora com foco em registro do patrimônio arquitetônico e processos tecnológicos, o livro foi realizado através do apoio exclusivo da Copel. Trata-se de um projeto viabilizado pelo Programa de Fomento e Incentivo à Cultura do Estado do Paraná (Profice), edital 001/2014, da Secretaria de Estado da Cultura do Estado do Paraná. Tem tiragem de mil exemplares, dos quais 400 serão distribuídos gratuitamente, inclusive aos atuais proprietários das seis casas estudadas. O livro será comercializado em livrarias e também no site da Amazon.

Sobre as autoras

Ana Luísa Furquim Bezerra é curitibana, arquiteta, professora, pesquisadora e apaixonada pela profissão. Graduada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), especialista em Conservação e Restauração de Bens Culturais pela Università di Ferrara, na Itália, e mestre pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Docente do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Positivo (UP), das disciplinas de Patrimônio Histórico e Arquitetura Brasileira. Atua na área de arquitetura e patrimônio há 15 anos, com projetos e obras arquitetônicas e de restauração, além de projetos culturais. Representante legal da pessoa jurídica proponente do livro, a Ana Luisa Furquim – Arquitetura & Restauro.

Gisele Pinna Braga é arquiteta, professora, doutora e pesquisadora. Graduada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, Mestre em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA–USP) e doutora em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU–USP). Desde 1995 a prática docente focou em disciplinas nas áreas de Tecnologia Digital, Gráfica e Projeto, em instituições de ensino de arquitetura e urbanismo de excelência, em São Paulo e Curitiba. A produção científica aborda temas de Projeto, Memória e Documentação (tradicional e BIM), além de investigações acerca do ensino de arquitetura.

Últimas notícias