Painel sobre negócios digitais foi destaque no Congresso Nacional Moveleiro

As apresentações de Allan Costa e Vivianne Vilela buscaram explicar como a tecnologia pode ser aliada na prospecção de novos mercados e vendas pelo polo moveleiro

 

Um dos pontos altos da programação do 9º Congresso Nacional Moveleiro, realizado em Arapongas, foi o painel sobre Transformação Digital e Novos Modelos de Gestão, conduzido pelo palestrante e consultor, Allan Costa, e pela diretora-executiva do E-Commerce Brasil, Vivianne Vilela, na tarde da última sexta-feira (17). O painel foi moderado pelo consultor do Sebrae/PR Rubens Negrão e pela coordenadora estadual da Indústria do Sebrae/PR, Adriana Kalinowski. O Congresso, realizado no Centro de Eventos Expoara entre os dias 15 e 17, recebeu quase 5 mil visitantes, 73 empresas expositoras, 810 lojistas e 440 representantes comerciais.

 

Em sua apresentação, Allan Costa destacou aos presentes que o modo de fazer o planejamento dos negócios mudou. “A tecnologia subverteu a ordem das coisas”, afirmou. Segundo ele, hoje, o crescimento de muitos negócios é exponencial graças aos avanços tecnológicos. Muitas tarefas antes feitas pelos homens hoje já estão nas mãos dos robôs. Porém, ele enfatizou que a tecnologia veio para agregar, ser uma aliada dos empresários. “O mundo mudou, mas as premissas são as mesmas. Jogamos o mesmo jogo, mas a velocidade agora é outra”, orientou.

 

Costa afirmou que a transformação digital, tema central do painel, é o uso da tecnologia para otimizar o desempenho dos processos e alterar o modo como se faz negócios. Ela implicou na transformação dos modelos de negócios e de gestão das empresas e exige mudanças no modelo mental dos empresários. “O homem é quem continua gerando a inovação, a tecnologia é apenas um meio, uma oportunidade. O que faz a diferença em qualquer empresa é o empreendedor”, ressaltou. É por isso que, na avaliação do consultor, é necessário desenvolver uma visão não convencional, buscar eliminar a dor dos clientes para ter sucesso.

 

Vivianne Vilela comentou sobre os desafios e oportunidades da indústria moveleira com as vendas online. Ela enfatizou que o uso do smartphone pela maioria da população mundial mudou o jeito de pesquisar, comprar e vender, e fazer publicidade de produtos e serviços. A jornada de compra do cliente ficou mais complexa. Segundo ela, um dos principais desafios para a indústria no e-commerce é ter que lidar diretamente com o consumidor. “É preciso ter uma política clara e bem definida de vendas”, afirmou. Com números, ela mostrou que as vendas online não são moda passageira e que, ano a ano, cresce a preferência por compras pela internet entre os brasileiros.

 

A design de interiores de Maringá, Camila dos Santos, disse que a palestra despertou nela o interesse em buscar mais informações sobre vendas online. “Deu pra ver que dá trabalho, quero ter mais conhecimento e talvez ingressar no mercado depois de fazer muita pesquisa”, adiantou. Ela diz que já trabalha com desenho de móveis e ficou entusiasmada com a possibilidade de ter um site para comercializar os produtos. “O painel nos fez enxergar outras possibilidades no mercado”, apontou.

 

Para o representante comercial de uma marmoraria em Maringá, André Yukio Ikeno, o que mais marcou nas apresentações foi entender as mudanças nos hábitos de consumo e comportamento de compra dos clientes na era digital. “Nosso segmento é mais difícil de vender no e-commerce, trabalhamos com venda de campo”, citou. Mesmo ainda sem oferecer mármore e granito pela internet, Ikeno disse ser importante estar atento às transformações do mercado influenciadas pela tecnologia.

 

O analista de custos de uma empresa de móveis planejados de Arapongas, Alexandre Luis Leopoldo, destacou que o que mais chamou a atenção nas palestras foi a apresentação dos desafios das indústrias na era digital e disse que a empresa em que trabalha tem passado por um momento de transição e inserção de novas tecnologias. “O grupo tem um e-commerce funcionando há pouco tempo. Acredito que estamos no caminho certo”, contou.

 

A coordenadora estadual da Indústria do Sebrae/PR, Adriana Kalinowski, destacou que os palestrantes convidados ajudaram a desmistificar o comércio eletrônico e mostrar que as novas tecnologias não excluem as pessoas, pelo contrário, é a gestão delas que faz a diferença nos negócios.  “Também mostraram a importância da formação de redes, marketplace, que é possível conectar as empresas de uma região para prospectar novos mercados”, citou. Para ela, os pequenos empresários que estiveram no congresso tiveram a oportunidade de vislumbrar novos modelos de negócios e plataformas digitais.

 

sebraeVem crescer com o Sebrae

O Sebrae/PR é o parceiro certo para micro e pequenas que desejam crescer e estar sempre um passo à frente. Com mais de 45 anos de atuação, a entidade trabalha para fomentar o empreendedorismo, promover a competitividade, a inovação e disseminar conhecimento sobre gestão. Com o Sebrae/PR, as MPEs podem se diferenciar no mercado. Deseja ampliar os negócios ou pretende iniciar um, comece em www.sebraepr.com.br/umpassoafrente

 

Informações para a imprensa:

Savannah Comunicação Corporativa- empresa licitada do Sebrae/PR

Assessoria de Imprensa Regional Norte: Amanda de Santa – (43) 98808-2598 / 99917-7751

Adriano Oltramari – Jornalista do Sebrae/PR – (41) 3330-5895 – www.pr.agenciasebrae.com.br

ÚLTIMAS NOTÍCIAS