Com inovação para carros elétricos, Laguna obtém certificação sustentável inédita no Brasil

Construções sustentáveis, as chamadas green buildings, cresceram 79,6% nos últimos cinco anos na região Sul do Brasil, segundo dados do Green Building Council (GBC) – praticamente o dobro da média brasileira: 41% no mesmo período. Tamanha representatividade regional trouxe dois frutos para Curitiba: o processo de certificação sustentável inédito no Brasil, o GBC Platinum, para os empreendimentos Almáa Cabral e Mai Terraces, da Construtora e Incorporadora Laguna, e a escolha da capital para sediar a 5ª Smart Energy CIEI&EXPO, de 5 a 7 de novembro.

Durante o evento será formalizado o processo de certificação dos dois empreendimentos da Laguna. No caso do Almáa Cabral, o processo de certificação está vinculado ao projeto de geração de energia que garante o abastecimento dos carros elétricos dos moradores, ou seja, 100% da necessidade dos veículos elétricos será garantida pela auto-geração, o que faz do empreendimento o primeiro do país com esse serviço.

“A Laguna é a construtora com mais certificações sustentáveis na Região Sul. Acreditamos e incentivamos a discussão sobre alternativas verdes e edificações sustentáveis. Temos o compromisso com a sociedade e com nossos clientes de buscar constantemente soluções verdes inovadoras para nossos empreendimentos”, explica André Marin, diretor de incorporação da empresa.

Carros elétricos e Netzero Transporte

A estimativa para 2025 é que as vendas globais de carros elétricos poderão superar 10 milhões de unidades por ano, segundo estudo elaborado pelo Itaú BBA. No início de 2018, a frota mundial era de aproximadamente 3,2 milhões. Além disso, a Uber anunciou este mês que, até 2025, toda a sua frota de carros em Londres será de veículos elétricos, como parte do plano Ar Limpo. Grandes montadoras como Nissan, Chevrolet e Toyota, têm investido pesado no mercado mundial e desenham planos para desembarcar seus carros no Brasil já em 2019.

A explicação vem de alguns fatores: carros elétricos poluem menos, dão menos manutenção e o preço do combustível não está ligado aos combustíveis fósseis. “A tendência das construções sustentáveis é proporcionar estrutura para carros elétricos. É isso que estamos antecipando em nossos empreendimentos com o projeto NetZero Transporte”, diz Marin. Com previsão de entrega em 2021, o Almáa Cabral vai gerar 100% da energia consumida pelos carros elétricos dos moradores, bastando conectar o veículo à tomada na garagem. A energia será gerada por 214 placas fotovoltaicas instaladas sobre as torres. Estima-se que o excedente ainda será capaz de gerar 30% do consumo de energia do condomínio.

No Mai Terraces, 30% das necessidades de energia do condomínio serão supridas pela auto-geração proporcionada pelas placas fotovoltaicas. Junto com outras características sustentáveis – tipos de materiais usados, conforto térmico e reuso de água de chuva –, esse nível de contribuição do empreendimento para a menor emissão de CO2 no ambiente rendeu à Laguna mais uma Certificação GBC Platinum.

LEED e GBC

A Construtora e Incorporadora Laguna foi uma das primeiras do Brasil a adotar práticas de sustentabilidade no planejamento de suas obras, seguindo o padrão construtivo estabelecido pelo LEED, o mais importante selo verde de certificação e orientação ambiental para edificações, presente em 143 países. É agora também a primeira construtora do país com dois empreendimentos em processo de certificação Certificação GBC Platinum.

Além disso, a Laguna é a empresa do setor com maior número de projetos sustentáveis certificados ou em processo de certificação na Região Sul. Atualmente são quatro projetos certificados pelo Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), um empreendimento com pré-certificação no mesmo selo e três em processo de certificação GBC Condomínio.

Comments are closed.