Exposição “O olhar nômade de Marina Klink” agita Curitiba

A fotógrafa Marina Klink recebeu, na última terça-feira, 6 de novembro, cerca de 150 convidados durante a abertura da exposição “O olhar nômade de Marina Klink”, montada no show room da A.Yoshii Engenharia, em Curitiba.

Além de conhecer algumas imagens do acervo de registros fotográficos, os convidados puderam conversar com a esposa de Amyr Klink, que também autografou seus livros “Antártica - Olhar Nômade” e “Vamos dar a volta ao mundo”, obra infantil que mostra as aventuras da família pelos diferentes biomas da terra. O livro dedicado às crianças só será lançado oficialmente em dezembro e foi apresentado em primeira mão aos convidados da construtora paranaense

Durante o evento a fotógrafa falou como as expedições para a Antártica transformaram a sua vida. “Depois da viagem decidi encerrar uma história de sucesso de mais de 30 anos como produtora de eventos e tive coragem para começar um novo ciclo como fotógrafa, o que me permite estar aqui com vocês para essa troca de experiências”, comentou.

A exposição fica em cartaz no show room da A.Yoshii Engenharia até 30 de novembro, com cerca de 20 registros fotográficos da Antártica realizados por Marina durante mais de uma década de viagens ao continente gelado.

Marina possui um vasto acervo de imagens da natureza em destinos remotos da Terra. Essa foi a forma que a fotógrafa encontrou para compartilhar seu amor pela natureza, com enfoque em questões de conservação e sustentabilidade. “Por meio da fotografia encontrei uma forma de prolongar a experiência de cada expedição e trazer a público a urgência da nossa conscientização sobre nossa responsabilidade pela conservação da natureza. Para isso faço imagens de destinos singulares que pretendo espalhar para dentro da casa das pessoas que talvez não tenham a mesma disposição que eu para enfrentar as dificuldades do caminho para ir tão longe”, conta Marina.

A exposição “O Olhar Nômade”, segundo ela, reflete a singularidade nômade da Antártica. “Nada na Antártica é fixo, tudo é temporário. Os seres humanos, as instalações, os animais. Nada é definitivo. O olhar de quem vai também é temporário e inquieto, vaga e se deslumbra com o que vê. Nada pode ser mais nômade que uma viagem polar”, afirmou.

A exposição, promovida pela A.Yoshii em parceria com a Florense Água Verde, é gratuita e pode ser vista inclusive aos finais de semana.

Serviço

Exposição - O Olhar Nômade de Marina Klink

Data: 7 de novembro a 30 de novembro

Horário: 9h às 19h de segunda a sexta

9h às 18h sábados e domingos

Local: Show room da A.Yoshii Engenharia - Rua Bispo Dom José, 2058 - Batel

Entrada gratuita

Central Press

Talvez você se interesse por estes artigos

Fechar Menu