Clima laboral: saiba como diagnosticar o clima organizacional da empresa

Um ambiente colaborativo, dinâmico e focado é a chave para aumentar a produtividade individual e em grupo

O clima de trabalho e organização da empresa influencia diretamente na produtividade e a satisfação de seus trabalhadores. De acordo com o consultor de carreira da ESIC Internacional, Alexandre Weiler um ambiente de trabalho respeitoso, colaborativo, dinâmico e responsável é a chave para aumentar a produtividade global e individual, a qualidade do trabalho e também para alcançar os objetivos das organizações. “Criar um clima laboral com as condições adequadas para aproveitar o potencial dos funcionários aumenta a eficiência da organização como um todo”, afirma Weiler. O clima laboral leva em considerações muitas questões, como o ambiente em si, com conforto, ergonomia, limpeza e organização. Segundo o consultor, para proporcionar um ambiente de trabalho mais leve é preciso investimento e dedicação. “Investimentos em saúde, desenvolvimento e programas de benefícios, por exemplo, colaboram para manter o clima organizacional em alta”, alerta. Weiler acredita que o primeiro passo é aplicar uma pesquisa organizacional em toda a equipe. Com os resultados é possível mapear dificuldades, planejar mudanças, identificar melhorias e pontos fortes da empresa. “Uma dica é ter periodicamente uma reunião individual ou em grupo com os colaboradores, para ouvir as sugestões e estabelecer um cala de comunicação aberto com os colaboradores”, ensina. Empresas com planos de carreira já estabelecidos tendem a ter um clima laboral mais favorável. “Propor uma política de trabalho mais próxima, que permita ouvir, estudar e acatar algumas sugestões dadas pelos funcionários, seja na redução de custos, no contato com o cliente ou nos tipos de premiações, também é importante”, comenta. “Treinamentos constantes –  seja relacionados com a área de atuação ou também com o desenvolvimento pessoal –  são essenciais para a autoconfiança e auto responsabilidade dos colaboradores”, completa.  Humanizar as relações dentro da empresa é uma tendência forte para o futuro. “Quando o chefe passa a ser visto como um líder, ele se torna o espelho da empresa. Se apresenta uma atitude positiva, resolve conflitos e encontra soluções, vai espelhar os funcionários para que hajam da mesma maneira”, finaliza o consultor.


Sobre a ESIC Internacional: A ESIC é uma Business School Internacional especializada em Gestão de Negócios e  Marketing. Com mais de 50 anos de experiência, possui matriz em Madrid e Barcelona, 10 campus na Europa, campus brasileiro em Curitiba, acordos e convênios nos 5 continentes, especialmente E.U.A., Índia e China. A instituição atua em sete áreas: Graduação, Pós-Graduação (Master e MBA), ExecutiveEducation (cursos sob medida e formação in company), Módulos e Missões Empresariais Internacionais, ESIC Idiomas (Escola de idiomas Internacional), Simuladores/Competições Empresariais Globais e ESIC Editora (com tradição em publicações renomadas, atualizadas e especializadas em Gestão de Negócios e Marketing). Para garantir respaldo internacional aos certificados de seus alunos, a ESIC está entre o seleto grupo que segue os padrões do Executive MBA Council (Conselho Internacional de MBAs), é membro da EFMD (European Foundation for Management Development), AACSB (Associationto Advance Collegiate Schools of Business of USA), AMBA (International Association of MBAs) e CLADEA (ConsejoLatinoamericano de Escuelas de Administración).

Comments are closed.