SOMA Galeria abre exposições de Jefferson Santos e Marianne Brepoh

Nesta sexta-feira (12 de abril), a SOMA Galeria realiza a abertura de suas novas exposições: “O Vento Que Nos Resta!”, de Jefferson Santos, e “Zu Verschenken” (entre outros projetos), de Marianne Brepohl. O evento tem início às 20h, com entrada gratuita. A SOMA Galeria está localizada dentro da Coletiza, primeira community store de Curitiba, na Rua Saldanha Marinho, no 1.230, Centro.

Nome dos mais expressivos nas artes plásticas de Curitiba, o escultor Jefferson Santos apresenta na exposição “O Vento Que Nos Resta!” suas mais recentes criações. Se até algum tempo atrás o artista era conhecido por suas obras em pedras e bronze, nos últimos anos ele tem se destacado na utilização de madeira de árvores como material de criação. Suas formas referenciam a experiência do artista com relação aos ambientes naturais e sua proximidade com a natureza. O conhecimento das árvores funciona como uma catalogação de espécies que o autor incorpora em seu trabalho.

“Desde criança fui fascinado pela singularidade de cada espécie de árvore”, afirma Jefferson. “A admiração por esse inventário florestal ou o conjunto das espécies de determinados locais e os tipos de madeiras tornaram-se uma paixão para mim”, completa. Ele utiliza madeiras de grande durabilidade e madeiras mortas que permanecem em processo de secagem na sombra por cinco anos. O tempo integra o seu trabalho.

Jefferson Santos tem o hábito de conhecer e mapear as ruas de Curitiba, muitas vezes à espera de uma poda, um tronco ou a queda de uma árvore inteira derrubada pelo constante crescimento e falta de planejamento urbano. A utilização desta matéria-prima é uma maneira de representar a beleza e a gratidão que a paisagem tem oferecido. “A relação de vazio que a cidade provoca mediante a poda de uma árvore, o desconhecimento da sua história de plantio, da possibilidade de replantio a partir de uma pequena muda retornam para mim como um incômodo, mas também como tema central da minha produção”.

Multi-dimensões

Brasileira radicada em Berlim, Marianne Brepohl, está em uma temporada pelo Brasil, que se encerra na SOMA Galeria, apresentando seus novos projetos. A artista se dedica a expor sua visão de mundo através da arte, explorando culturas e imersões artísticas. Marinne é o que se pode chamar de uma personalidade de multi-dimensões, que usa diversos meios para expressar a sua visão e sentimento, entre eles fotografia, performance e escrita.

Nos seus 4 anos morando no exterior, colaborou com diversos artistas internacionais, e esta interação se materializou na exposição apresentada na SOMA Galeria, composta pela Instalação “I’mPotent”, a vernissage de dois projetos “Zu Verschenken” e “Not Hidden” e a Performance “M*”. As exposições de Jefferson Santos e Marianne Brepohl ficam em cartaz até 1o de junho.

Talk sobre a exposição “Ruído”

Além da abertura de novas exposições, haverá no mesmo dia um bate-papo no período da tarde sobre a mostra “Ruído”, em cartaz na SOMA Galeria, que vem sendo bastante prestigiada pelo público. A partir das 17h30, o artista Ale Mazzarolo, autor da exposição, participará deste talk junto de Vinicius Fadel (curador) e Marina Ramos, que discutirão sobre a pesquisa e o processo criativo da exposição, composta por esculturas em luzes neon coloridas.

Serviço:
Exposição “O Vento Que Nos Resta!”, de Jefferson Santos, e “ Zu Verschenken”, de Marianne Brepohl

Abertura: 12 de abril (sexta-feira), a partir das 20h
Horário de visitação: de segunda a sexta das 10h às 19h. Sábados das 10h às 17h.
Em cartaz até 01/06.

Talk “A pesquisa e o processo criativo sobre a exposição Ruído”

Data e horário: 12 de abril (sexta-feira), às 17h30


Local: SOMA Galeria (na Coletiza, Rua Saldanha Marinho, 1.230 – Centro), Curitiba – PR
Informações: [email protected]
WhatsApp: (41) 99981-1613
Entrada gratuita

Página do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/387134598795693/


<[email protected]> crédito das fotos das obras de Jeffferson Santos: Juliana Libretti

Comments are closed.