Vai sem medo! Pode colocar no currículo as experiências de trabalho sem registro em carteira

Vai sem medo! Pode colocar no currículo as experiências de trabalho sem registro em carteira

Na hora de montar um currículo, uma das maiores dúvidas dos candidatos é se todas as atividades precisam estar registradas. E sabe de onde vem esta dúvida?  Dos trabalhos realizados sem carteira de trabalho. Você colocaria ou não? Bem, existem alguns pontos a serem considerados.

Se a atividade autônoma for relevante e condiz com as experiências anteriores, é sim interessante acrescentar no currículo. Independente do vínculo empregatício (ou a falta dele), o que importa para recrutadores são os conhecimentos técnicos e as habilidades desenvolvidas em trabalhos anteriores.  

Cinthia Luciane de Jesus, Analista de Recrutamento e Seleção da NOSSA RH, entende que se a atividade aconteceu durante um tempo considerável, o currículo só tem a ganhar: “Isso demonstra que o candidato teve interesse em permanecer no mercado de trabalho e não quis ficar parado mesmo que tenha sido fora da sua área de atuação”.

Durante a entrevista de emprego, caso seja questionado sobre a situação, o ideal é explicar que acrescentou a referência no currículo, apesar da experiência não estar registrada na carteira assinada. Vale lembrar: Muitos trabalhadores brasileiros têm empregos sem registro em carteira, ou seja, estamos diante uma situação que não é exclusiva. É importante entender que não é a carteira de trabalho que está em análise, mas sim a experiência real.

Agora, se a situação foi muito curta e fora da área de formação, Cinthia recomenda nem acrescentar no currículo pois, este tipo de experiência certamente estará fora do que o entrevistador está buscando.  

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Assine a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

spot_img