Artista curitibana cria obras exclusivas para a CASACOR Paraná 2019

As artes de Marilene Ropelato podem ser vistas em quatro ambientes da 29ª edição da mostra, que é reconhecida como a maior e melhor mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas

Pensadas para cada ambiente, a artista Marilene Ropelato criou obras exclusivas para a CASACOR Paraná 2019, que acontece de 18 de maio a 7 de julho, no Curitiba Outlet Center – Rua Coronel Menna Barreto Monclaro, 423. As peças integram o processo criativo da artista, que comemora 25 anos de carreira em junho, com o direcionamento arquitetônico de cada espaço.

O escritório de uma empreendedora, assinado pela arquiteta Luciana Gibaile, exibirá a obra Ninho. Imaginando quais seriam os sonhos de um beija-flor a artista evoca, por meio de sua escultura, as formas tramadas dos curiosos ninhos de algumas espécies de aves da fauna brasileira.

Exaltando a reflexão sobre o sustentável, a integração com o meio e sobre a ameaça constante que sofrem as belezas naturais, Marilene criou uma escultura que traduz a consciência da arte para com o ambiente, transformando o uso de malhas metálicas em uma obra escultórica, que faz contraponto com a delicadeza e fragilidade dos beija-flores e seus ninhos. Desta forma, adapta o uso, evoca a reutilização da matéria-prima e as potenciais transformações dos materiais após o toque humano. 

No banheiro funcional, das arquitetas Jane Rocha e Suzane Simon, a artista apresenta as obras Tramas – duas esculturas de parede na entrada do ambiente e também um par de móbiles intitulados “Reflexos”, no qual traz a profusão dos reflexos, brinca com o ponto de vista de quem observa e faz um convite à análise da interferência da luz em todas as superfícies, inclusive em quem somos.

A arquiteta Samara Barbosa, responsável pelo Home Theater, inseriu no ambiente a obra Conexões, uma pintura em técnica mista com aplicações de costuras. Essa obra pertence à nova série Tramas, na qual Marilene apresenta uma metamorfose de matérias primas, como fios, tecidos desfeitos, malhas metálicas e a rigidez do metal, e provoca os sentidos através da mescla de materiais inusuais que ganham uma concepção artística, além de retratar a reutilização, o resgate do valor artesanal, e evocar o senso de reaproveitamento e sustentabilidade.

A suíte da menina, espaço assinado pela arquiteta Tininha Giglio, traz a escultura de parede Beija-me flor, parte integrante da obra Ninho, que também estará exposta na mostra. E o ambiente cozinha gourmet e sala de jantar, da arquiteta Viviane Busch, traz a escultura de parede Fitas.

A mostra reúne o trabalho de mais de 70 profissionais, em  53 espaços, e funciona de terça a sexta-feira, das 15h às 21h, sábados e feriados, das 13h às 21h e aos domingos, das 13h às 19h.

Sobre Marilene Ropelato:

Pós-graduada em História da Arte pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP) e em pintura pela Escola de Músicas e Belas Artes do Paraná, Marilene Ropelato atua desde 1994 no mercado das artes plásticas por meio de várias vertentes, entre elas, pintura, escultura e estampas. Destaque para a participação de exposições internacionais, no Carrousel do Louvre, em Paris, e na Mostra Internacional de Arte, que ocorreu no principado de Liechtenstein, onde conquistou o terceiro lugar com sua escultura “Corais”, além de ter participado de outras várias exposições individuais e coletivas. Em Curitiba, as obras da artista encontram-se em exposição na Galeria de arte Zilda Fraletti.

Comments are closed.