Estudante de Curitiba é o único ouro do Paraná no seu nível na Olimpíada Brasileira de Matemática

Aluno do Colégio do Bosque Mananciais recebeu o prêmio dia 8 de julho em Salvador. OBMEP teve mais de 18,2 milhões de participantes

O estudante curitibano Breno Taques Mussi Endres recebeu na segunda-feira, 8 de julho, em Salvador (BA) a medalha de ouro conquistada na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas e Privadas (OBMEP) 2018. Aluno do Colégio do Bosque Mananciais, ele foi o único estudante de escola particular do Paraná a ganhar medalha de ouro no nível 1 (6º e 7º anos). O evento contou com a presença de diversas autoridades, entre elas o Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, e premiou os 575 estudantes que conquistaram ouro entre 18,2 milhões de participantes de escolas públicas e particulares de todo o país. 

Hoje com 13 anos e cursando o 8º ano, Breno realizou no ano passado as provas que contaram com participantes do Ensino Fundamental II e Médio. Do total de alunos que participaram, 425 mil vieram de escolas particulares. Desses, apenas 25 de cada nível (I – 6º e 7º anos, II – 8º e 9º anos e III – Ensino Médio) conseguiram medalhas de ouro.  No nível 1, do qual Breno participou, foram inscritos, no total, 5.742.167 alunos no Brasil (escolas públicas e privadas). Desses, 149.438 vieram de escolas privadas. Ou seja, para conquistar uma das 25 vagas para medalhas de ouro, Breno teve que disputar com 5.978 concorrentes. Para os estudantes de escolas públicas, o número de medalhas distribuídas é maior.

Durante a cerimônia de premiação, o diretor-geral do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), responsável pela OBMEP, Marcelo Viana, contou que um dos grandes objetivos do Instituto é ampliar a participação dos estudantes na olimpíada, que já é a maior na sua área no mundo. Assim, uma das metas é estender para estudantes do Ensino Fundamental I além de aumentar a participação das escolas particulares, que passaram a entrar na OBMEP em 2017. Os medalhistas de ouro ficaram durante dois dias em um hotel em Salvador onde, além da cerimônia de premiação, participaram de atividades ligadas à matemática promovidas pelo Impa.


Sobre essa edição da OBMEP – Essa foi a 14ª edição da Olimpíada, um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo IMPA com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), e promovida com recursos do Ministério da Educação (MEC) e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Na edição de 2018, a OBMEP reuniu concorrentes de 54.498 instituições de ensino públicas e privadas, de 99,4% dos municípios brasileiros. Dos 18,2 milhões de estudantes inscritos, 952.782 foram classificados para a segunda fase da competição.

Além das 575 medalhas de ouro entregues na cerimônia para alunos de escolas públicas e privadas, 6,9 mil alunos foram premiados com prata ou bronze e 46,6 mil receberam menção honrosa. Ganhadores de medalhas garantem o ingresso em programas de iniciação científica. No ano passado, o Colégio do Bosque Mananciais participou pela primeira vez da olimpíada e, além do ouro, recebeu duas menções honrosas.

Comments are closed.