O que é Inteligência Artificial? O robô Tinbot responde essa e outras perguntas durante o WHOW! Festival de Inovação

Além da palestra, o robô terá um espaço especial para interação com os participantes do evento para encantar pessoas com dicas sobre inovação e piadas

Entre os dias 23 e 25 de julho, a ARCA, um antigo prédio metalúrgico do pós-guerra paulistano, que já sediou a SPFW será palco da terceira edição WHOW! Festival de Inovação em parceria com a 100 Open Startups. O evento tem como objetivo fazer com que os participantes saiam na inércia e abandonem as velhas ideias corporativas antes vistas como inovadoras. Em um espaço dedicado à economia criativa, será possível se conectar com profissionais inovadores, reconhecidos pelo mercado, e sentir a energia da inovação.

E se o tema é inovação, ninguém melhor que  o Tinbot, primeiro robô brasileiro interativo que reúne Inteligência Artificial, Cognição e IoT (Internet of Things), investida pelo Grupo DB1, para falar sobre o tema. Junto com seu criador Marco Diniz Garcia Gomes, líder de produto da Tinbot Robótica, apresentam a palestra “AFINAL DE CONTAS, O QUE É I.A.? O ROBÔ TINBOT RESPONDE”. O objetivo é mostrar de maneira didática o conceito de Inteligência Artificial, suas utilidades, seus limites, como a “mágica” acontece e, principalmente, eliminar boa parte dos achismos e entendimentos equivocados que se tem sobre I.A. A palestra apresentada pela dupla dinâmica acontece dia 24 de julho, das 12h às 12h50.

Nos demais dias do evento, o Tinbot terá um espaço especial onde, além de interagir com os participantes, vai dar dicas sobre inovação, contar piadas e encantar as pessoas, com mediação “humana” de André Luiz Monteiro de Lima, Customer Success do Grupo DB1.

O Tinbot foi desenvolvido originalmente para exercer a função de Scrum Master ou líder de projetos, buscando melhorar a eficiência e a performance de equipes. O robô é configurável e tem suas ações personalizáveis, de acordo com as necessidades de cada empresa, podendo assumir “personalidades” diferentes como assistente pessoal, professor de inglês, intérprete e recepcionista, entre muitas outras opções.

“Já percebemos que um feedback dado pelo Tinbot, e por ele ser um robô, é recebido de uma forma muito diferente do que se fosse dado por uma pessoa”, comenta Rogério, e continua: “É impressionante como a aceitação é mais positiva, as pessoas relevam e até acham engraçado quando ele aponta erros e pontos a melhorar”.

De fácil programação, a missão do Tinbot é ser um agente de transformação digital nas empresas e oferecer uma experiência diferenciada para as pessoas, construindo uma imagem inovadora por meio de uma interface simpática, amigável e divertida.

De porte pequeno e com design cativante, o Tinbot conta com fala natural em português, reconhecimento facial, de voz, gestos e expressões, além de ser integrável a outros sistemas por meio de APIs, possibilitando interatividade e personalidade humanizada. Permite ainda que cada empresa personalize e programe a plataforma de acordo com suas necessidades.

Comments are closed.