Aprendendo outras formas de comunicação

Uma das atividades desenvolvidas pelos alunos do 1º ano do Ensino Fundamental da Escola Apoena chamou muita atenção no primeiro semestre. Desde o início das aulas, quando algumas crianças estão compreendendo o processo de leitura e escrita, os professores estimularam a pesquisa sobreletras e as palavras, “e por ser tão importante, as crianças da turma da Arara-azul confeccionaram um livro que chamamos de “Dicionário da Turma””, explica a professora Adriana Pitelli.

Envolvidos no processo de construção do conhecimento sobre o alfabeto e a comunicação, os alunos chegaram às outras formas de linguagem, como a LIBRAS.  “Para complementar nosso saber tivemos convidados muito especiais aqui na Apoena. Recebemos a visita do Mateus, que é surdo e falou-nos sobre suas experiências, como foi sua vida de estudante, o seu aprendizado em LIBRAS e também do Antonio que é ouvinte e se dedica ao trabalho com os surdos.” 

Gostamos de aprender

Entre os alunos da turma da Arara-azul, Julia e Marina, de 7 anos, e Mateus, de 6, estavam animados com o aprendizado. “Quando o Mateus veio nos visitar, pudemos aprender mais coisas sobre a LIBRAS.  Achamos importante saber a linguagem, porque se estivermos passeando por aí e encontrarmos uma pessoa que fala em LIBRAS, poderemos nos comunicar com ela.”

No encerramento das atividades, os alunos fizeram uma apresentação utilizando a linguagem e interpretaram a canção “Me ensina a escrever”, de autoria do compositor e cantor Oswaldo Montenegro para os familiares. “O resultado de tudo isto foi compreender que todos somos iguais e ao mesmo tempo diferentes e que mesmo na diversidade de uma sala de aula, podemos nos respeitar, entendendo que outras pessoas por uma ironia do destino não tiveram a mesma sorte, mas, que nem por isto, deixam de viver e lutar pelos seus sonhos”, diz a professora Adriana Pitelli.

Comments are closed.