Caixa de Assistência inicia atividades do Clube da Melhor Idade

0
153

Encontro reuniu mais de 40 advogados, com mais de 60 anos de idade, os quais fizeram sugestões para incrementar o projeto

No último dia 12 de agosto, a Caixa de Assistência iniciou as atividades relacionadas ao projeto Clube da Melhor Idade, direcionado aos advogados com mais de 60 anos de idade, com um coquetel, na sede da OAB Paraná, em Curitiba. O encontro reuniu mais de 43 advogados foi marcado por vários depoimentos, de palestra de psicóloga Márcia Umata sobre longevidade saudável e a saúde do idoso e sorteio de brindes. O evento foi prestigiado pela diretora da Caixa de Assistência, Daniela Nardes, e pela Ouvidora Geral da OAB Paraná, Maria Helena Kuss.

A diretora da CAA/PR, Daniela Nardes, participou do evento – Foto: Roberta Ling/OAB Paraná

A secretária-geral adjunta da Caixa de Assistência, Silvana Cristina de Oliveira Niemczewski, apresentou o projeto e reforçou o braço assistencial da CAA/PR. “Portanto, a CAA/PR cuida da seguridade dos advogados, por meio do tripé saúde, previdência e assistência, possibilitando o enfrentamento de imprevistos, situações de vulnerabilidade, carência, doença, por meio de uma rede de serviços, benefícios, convênios e projetos focando o esporte e lazer”, argumentou.

Silvana Niemczewski mostrou aos presentes as ações da CAA/PR, que contemplam áreas primordiais para a melhoria da qualidade de vida dos advogados, promovem o convívio social e contribuem para a preservação e melhoria da saúde física e mental. Como exemplos, a secretária-geral adjunta citou o Coral, o grupo de teatro, as aulas de yoga, de pilates e a prática do xadrez, terapias em grupo, palestras mensais e os projetos FitDance Legal, Corrida Legal, Bike Legal, Fut 5 Legal e Vôlei Legal.

Em relação a ações específicas para o advogado idoso, Silvana Niemczewski disse que as propostas são: valor diferenciado nos projetos de saúde, esporte e lazer, inscrições em data especial para vacinação e convênios e parcerias com empresas focadas para a terceira idade. “E, ainda, estamos propondo para o advogado acima de 60 anos prioridade nas campanhas de saúde, esporte e lazer, encontros permanentes, palestras voltadas a saúde do advogado, oficinas de arte e de estímulo à memorização, passeios culturais e de lazer, hidroginástica em grupo, aulas de danças e de inclusão digital e a organização de congresso voltado a este público”, explicou.

Secretária-geral adjunta da CAA/PR, Silvana Niemczewski apresentou o projeto – Foto: Roberta Ling/OAB Paraná

Longevidade saudável

Márcia Umata, psicóloga especialista em geriatria e oncologia, fez uma explanação sobre longevidade e saúde do idoso. De acordo com Márcia, o envelhecimento é um processo natural da vida. “Mas um dos maiores temores desta transição são a perda de autonomia e o aparecimento de doenças que afetam a memória”, observou. Alertou os presentes de que para ter longevidade é preciso viver bem, viver mais e com saúde. “É pensar em movimento e fazer com que o corpo responda com vitalidade”, afirmou.

A psicóloga afirmou que a prática de exercícios melhora a saúde de modo geral, gera sensação de bem-estar e aumenta a dose diária de energia e disposição. Segundo ela, a longevidade só estará garantida se assumidas as escolhas adequadas no decorrer da vida, como uma alimentação equilibrada e a prática regular de alguma atividade física. Destacou que alimentação, atividades físicas e apoio emocional e social são fatores que influenciam positivamente a longevidade.

Durante sua apresentação, Márcia Umata afirmou que para ser um idoso saudável, ele deve manter a autonomia e a liberdade para agir e tomar decisões no dia a dia, relacionadas à própria vida e à independência. Deve também manter a capacidade de realizar atividades sem a ajuda de outra pessoa, necessitando, para tanto, de condições motoras e cognitivas suficientes para o desempenho dessas tarefas. Finalizando, destacou que a independência funcional promove uma maior inserção dos idosos na comunidade.

A psicóloga Márcia Umata, da Unimed Paraná, ministrou palestra – Foto: Roberta Ling/OAB Paraná

Sugestões dos advogados

Todos os presentes ao encontro elogiaram a iniciativa da CAA/PR e parabenizaram a diretoria pelo projeto voltado aos profissionais idosos. A advogada Arlete Holz França sugeriu que sejam realizadas com mais frequência atividades que exercitem a memória e também que movimentem o corpo como, por exemplo, dança.

Com 45 anos de profissão, a advogada Rosiclea Gruber aproveitou para agradecer à CAA/PR pelo encontro e elogiou o projeto. “Eu tenho muito orgulho de dizer que usufruo de toda a assistência que a Caixa oferece, principalmente, médicos, consultas e exames. E vejo que agora a CAA/PR foi além com o Clube da Melhor Idade, oportunizando programas, benefícios e serviços para o advogado idoso”.

O advogado Ariovaldo Lopes qualificou como “extraordinária” a iniciativa da CAA/PR. E aproveitou a ocasião para sugerir que sejam levadas em considerações duas ideias nas áreas de entretenimento e cultura. “A primeira é pensar na possibilidade da criação de uma associação que se ocupe de promover viagens para grupos de advogados idosos. E a segunda e formação de uma confraria de advogados aficionados por música erudita”.

A advogada Aurea Martins também elogiou o projeto e disse que ficou satisfeita em saber que serão realizadas ações voltadas para o mundo digital. “Gostei da ideia das aulas de instagram”, observou.

Marly de Cassia Meneses França Regiani disse que esse encontro deve ser permanente. “É muito bom para nós. É maravilhoso poder reencontrar amigos e conhecer novos amigos e advogados”.

Encontro aconteceu no dia 12 de agosto, na sede da OAB Paraná – Foto: Roberta Ling/OAB Paraná

A advogada Sandra Silveira fez um relato emocionado sobre as necessidades que muitos advogados idosos passam. “Não bastam apenas os benefícios e auxílios pecuniários. Temos que formar um grupo para visitar as famílias dos advogados, por exemplo, falecidos. O contato humano nessas horas é mais importante. Conhecer a realidade dos advogados! Contem comigo”, garantiu.

A secretária da Comissão Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, Rosangela Maria Lucinda, lembrou que seu pai tem 79 anos e advoga há 45 anos. “Tenho orgulho de dizer que a CAA/PR é pioneira no cumprimento e atendimento do plano nacional de valorização da advocacia idosa. Em quatro anos, completarei 60 anos de idade e quero aproveitar muito tudo o que a Caixa de Assistência tem a oferecer. Parabéns a todos que estão trabalhando nesta iniciativa”.

Maria de Lourdes Cordeiro é membro da Comissão da Mulher Advogada da OAB Paraná, atleta na área de natação e integrante do Coral da CAA/PR. Destacou que está na condição de idosa, pois, já tem 64 anos de idade. E que se sente privilegiada quanto à sua saúde. “A prática da natação, inclusive com participação em competições, foi preponderante para a qualidade de vida do corpo e mente, melhorando minha saúde, concentração, inclusão e interação”, afirmou. Também observou que aumentou minha roda de amigos advogados e de outras profissões. “O maior desafio é saltar do bloco e a grande medalha é terminar a prova com toda a excelência do nado”, salientou. Finalizou recomendando a todos os presentes que escolham um projeto ou atividade desenvolvidos pela CAA/PR.

A advogada Maria Cristina Gobbo é atleta do Corrida Legal. Ela afirmou que encontrou no projeto o suporte necessário de apoio de pessoas, de relacionamento, de convivência, de determinação, de disciplina. Sugeriu que todos deveriam participar. “Quero plantar uma semente em cada um: o desejo de praticar a atividade física. Além disso, o Corrida Legal é um oportunidade de melhorar a qualidade de vida, de bem-estar e também de convívio”.

Durante o evento, Nelson Luiz Gomez, advogado e coralista, parabenizou a CAA/PR pela “iniciativa pioneira”. Destacou que as atividades do Coral da CAA e da OAB Paraná também têm o mesmo conceito do Clube da Melhor Idade, ou seja, melhorar a qualidade de vida. “O canto coral traz inúmeros benefícios para a saúde: redução do estresse, melhoria na postura, respiração e memorização. No aspecto social cantar proporciona socialização sadia, estimula o espírito de equipe e potencializa a concentração”. Aproveitou a ocasião para convidar a todos a vivenciar esta experiência. “O Coral está de portas abertas para aqueles que um dia pensaram em cantarolar, Compareçam, assistam a um ensaio, participem. Venham colocar sua voz para ser ouvida”.

Evento teve a participação de 43 advogados da melhor idade – Foto: Roberta Ling/OAB Paraná

A presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB Paraná, Berenice Lessa, sugeriu que fosse escolhido outro nome para o projeto. “Acredito que Clube da Melhor Idade segrega um pouco”, mas elogiou as atividades e serviços que o projeto irá oferecer.

A vice-presidente da Comissão de Esportes da OAB Paraná, Edivana Venturin, destacou que “o esportes é inserção social. Esporte é saúde, integração, vida e longevidade”. Afirmou que todos devem se sentir à vontade para sugerir ações direcionadas ao público idoso. “Estamos junto com a CAA/PR nesta iniciativa”, garantiu.

Representando a Subcomissão de Filantropia da Comissão dos Advogados Iniciantes, Bruno Laranhaga, disse que o encontro foi um momento de confraternização. Também elogiou o projeto e disse que está à disposição para incrementar a iniciativa.

Comments are closed.