Dicas para escolher o melhor software jurídico

Adotar recursos tecnológicos é hoje uma necessidade para qualquer advogado. Com a ajuda de ferramentas como um bom software jurídico, o advogado consegue organizar as rotinas internas, além de automatizar diversas atividades de suporte.

O recurso ajuda a melhorar a produtividade, a comunicação interna, o controle de prazos, o monitoramento financeiro, entre outras questões. Porém, embora um sistema automatizado seja um investimento necessário, muitos advogados ainda têm dúvidas sobre como escolher a melhor ferramenta.

Além de analisar as rotinas e as necessidades do escritório, é fundamental pesquisar as funcionalidades de cada opção disponível no mercado. Para escolher o melhor software jurídico para um escritório de advocacia, vale a pena conferir algumas dicas.

Escolhendo o software jurídico ideal

Hoje existem diversos softwares jurídicos disponíveis no mercado. No entanto, nem todos oferecem as mesmas funcionalidades. A maioria das ferramentas ganhou espaço no mercado como gerenciadores de processos e tempo de trabalho. Porém, atualmente, os sistemas se modernizaram e já contam com funcionalidades que vão desde o gerenciamento de processos, até a geração automática de relatórios, por exemplo. 

Na hora de escolher a melhor ferramenta, no entanto, é preciso analisar com cautela quais são as funcionalidades que de fato agregam valor à rotina do escritório. Afinal, nem todas as funcionalidades impactam da mesma maneira em diferentes bancas. É preciso ter em mente aquilo que de fato o escritório necessita.

De dentro para fora

Muitos podem achar que, quanto mais funcionalidades um software possui, melhor ele é. Porém, esse tipo de avaliação costuma levar a equívocos. Nem todos os escritórios precisam de ferramentas robustas. O ideal é analisar quais são as falhas e pontos de melhoria na rotina do escritório, para então, escolher a ferramenta que melhor se adapta.

Quando a ferramenta tem mais funcionalidades do que o escritório precisa, a adaptação pelo time de advogados pode ser menos eficaz. Por isso, o ideal é optar pela ferramenta que melhor atende às necessidades do time e não por aquela que apenas possui diversas funcionalidades. 

Funcionalidades que fazem a diferença

A escolha deve ter como foco as necessidades do escritório ou do profissional. No entanto, conhecer e saber avaliar as funcionalidades da ferramenta também é um diferencial para fazer a melhor escolha.

Tecnologia mobile

Poder acessar as informações de clientes e processos mesmo sem estar no escritório é sinônimo de praticidade e agilidade. Isso sem mencionar o aumento da qualidade de vida, já que muitas tarefas do dia a dia podem ser executadas no home office.

A tecnologia mobile é uma funcionalidade bastante útil. Por meio dela,dela, o advogado consegue acessar todas as informações de que precisa no sistema, usando apenas um dispositivo conectado a internet. O recurso pode ser um diferencial, já que permite que o advogado otimize seu tempo e a sua agenda, a qualquer horário e em qualquer lugar.

Segurança de dados

A rotina de todo escritório de advocacia gira em torno de dados e informações. Por isso, é essencial contar com sistemas que ofereçam boa segurança e impeçam a violação ou vazamento de informações.

Hoje a maioria dos softwares são armazenados em nuvem. O ideal, antes de contratar a ferramenta é conhecer os critérios de segurança, bem como, de que maneira o serviço protege os dados dos usuários.

Usabilidade

Mais do que oferecer inúmeras funcionalidades, um software deve ser fácil de utilizar, ou seja, uma ferramenta intuitiva a qual a equipe de advogados se adapte facilmente.

Sempre que existe a adoção de uma nova ferramenta, esse processo vem acompanhado de treinamentos e adaptação. Logo, ao adotar uma ferramenta que foi pensada para ser compreendida e utilizada com facilidade faz toda a diferença.

Quando o time de advogados não se adapta ao sistema, o investimento é desperdiçado. Por isso é essencial buscar ferramentas que tenham uma boa usabilidade e sejam de fácil adaptação.

Por fim, para ajudar no processo de escolha, pesquisar, testar e verificar a opinião de outros usuários são também ótimas atitudes. 

(m.p.a.)

Comments are closed.