Viajando para a Argentina dentro do orçamento

Com seus cortiços típicos de zinco e suas paredes coloridas, o Caminito é um autêntico museu a céu aberto. Foto: Buenos Aires,gob.ar

A Argentina é um dos países mais procurados pelos brasileiros para viagens curtas e com orçamento mais apertado. Normalmente, os turistas aproveitam feriados prolongados e até finais de semana para conhecer a charmosa capital Buenos Aires. Para os locais, um ótimo negócio, já que os brasileiros gastam dinheiro e impulsionam a economia. O Brasil é o país que mais visita os Hermanos segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística e Censos de lá. Em 2018, 2,76 milhões de pessoas visitaram o país conhecido pelo tango, vinho, futebol e empanadas.

Um dos atrativos é a moeda, agora ainda mais desvalorizada em relação a outras nacionalidades. Neste ano, as reservas aéreas entre março e maio foram 11,2% maior do que no mesmo período do ano anterior segundo dados da Foward Keys. “Os viajantes estão aproveitando a taxa de câmbio mais favorável ao escolher um destino de férias. As receitas deste aumento do Turismo podem ser um pouco de alívio para a situação financeira difícil do país”, afirma o vice-presidente de Insights da Forward Keys, Olivier Ponti.

“O brasileiro voltou a viajar para a Argentina no verão. A conectividade aérea cresceu entre os países, como o novo voo da Azul a partir de Campinas (SP) direto para Buenos Aires, que facilitou a ida do rico mercado paulista. Esses voos saem cheios e 80% deste público é brasileiro”, afirma o secretário de Turismo argentino, Alejandro Lastra.

Outro atrativo é a maior facilidade para turistas de países mais distantes virem. Lastra disse também que vê com bons olhos a decisão do governo brasileiro de liberar o visto para países como Canadá e Estados Unidos. Lá na Argentina, essa decisão foi tomada há mais de um ano e, neste período, houve um aumento de 20% de turistas oriundos dos dois países. “Eles muitas vezes veem América do Sul como um só produto e fazem os dois países. Para nós essa abertura brasileira é estratégica, tal como a parceria entre os ministérios de Turismo da Argentina e Brasil para a atrair os chineses.”

Realmente, o brasileiro tem boas alternativas. Sites como o Melhores Destinos e o Decolar vivem ofertando passagens com preços vantajosos e preços convidativos. Esses são bons caminhos para encontrar voos com preços justos.

Os brasileiros aproveitam para fazer compras, conhecer novos lugares e jogar – já que existem vários cassinos na capital Buenos Aires. Para quem quiser praticar antes, uma alternativa é o site de apostas Betway, que tem uma plataforma de cassino online com diversos jogos – de blackjack a póquer, passando por roleta e o famoso caça-níquel.

Uma ótima opção para poupar e fazer turismo na cidade por exemplo, a empresa Free Walks oferece dois roteiros sem custos onde o viajante pode optar por rodar no bairro da Recoleta ou no centro histórico – com guias falando espanhol, é claro, e inglês. Com procura dos brasileiros pela cidade, alguns guias podem inclusive arranhar um portunhol. Nos finais de semana também acontece um interessante passeio oferecido pela BA Free Tour, também pelo centro mas com um olhar alternativo – focando na Buenos Aires aristocrática.

Durante os finais de semana, acontecem paradas em áreas populares de compras para que os turistas possam comprar alguns souvenirs. Para efeito de comparação, um ônibus de turismo que leva os passageiros para vários locais (aqueles veículos tradicionais de dois andares e com gravações sobre a cidade) custam cerca de mil pesos por pessoa, por dia – cerca de 95 reais.

Alternativa barata – que só vai ter gastos se você quiser, é passear na Feira de San Telmo. Todos os domingos, das 10h até as 16h você pode caminhar pelo bairro que foi criado em 1970 pelo arquiteto José María Peña. São 270 estandes espalhados por várias ruas e mais de 10 mil pessoas visitam a região todas as semanas. Ao ar livre, é possível observar shows de tango, artesanato e orquestras que se apresentam – além de comidas típicas e lojas de antiguidades. Um dos passeios culturais mais imersivos para os turistas – imperdível.

Também especial, é o passeio a pé pelo Caminito, que é uma rua-museu mega tradicional da cidade no bairro de La Boca (o mesmo que é lar do Boca Juniors). As cores, painéis e letreiros acabam servindo de cenário para fotos de todos viajantes que passam por lá – e tudo de graça.
(m.p.a.)

Comments are closed.