Clínica de Curitiba é a primeira do sul do Brasil a ser auditada para certificação europeia para tratamento da urticária

Da esquerda para a direita: Ana Luiza Ribeiro Bard de Carvalho, equipe médica da Clínica; Dr. Luís Felipe Ensina, auditor; Rosaly Vieira dos Santos, coordenadora da UCARE Clínica de Alergia e Imunologia.

A UCARE Clínica de Alergia e Imunologia, localizada no bairro Bigorrilho, em Curitiba, é a primeira do sul do Brasil a ser auditada para ser um Centro de Referência e Excelência em Urticária do GA²LEN (UCARE), Global Allergy and Asthma European Network (Rede Europeia Global de Alergia e Asma, dos principais centros de pesquisa europeus especializados em doenças alérgicas, que incluem asma).

Segundo a médica especialista em urticária e doenças alérgicas, pós-doutora em Urticária no serviço de Alergia e Dermatologia do Hospital Charité, Berlim – Alemanha, e coordenadora da UCARE Clínica de Alergia e Imunologia, Dra. Rosaly Vieira dos Santos, a interação do GA²LEN UCAREs como uma rede ajudará a aumentar o conhecimento e o gerenciamento da urticária.

“É um trabalho em equipe, não só de médicos especialistas e pesquisadores, mas de pacientes. Nossos principais objetivos são melhorar a qualidade de vida de pacientes com alergias e também promover o treinamento e a educação no campo da alergologia, em especial na uticária e angieodema. Vale lembrar que estamos caminhando para outras certificações para poder oferecer o que há de referência a nível internacional”, resumiu a especialista.

A urticária, conhecida popularmente pelos nomes “vergões” ou “calombos”, é uma doença complexa em relação ao agente causador, suas manifestações clínicas e tratamento. É uma das reações de pele mais comuns vista pelos dermatologistas ou alergologistas e facilmente reconhecida pelo paciente.

O que é urticária

A urticária (do latim urtica, urtiga e ia, estado; urtiga, por sua vez, deriva de “urere”, queimar) é um grupo comum e debilitante de doenças caracterizadas por urticária recorrente, angioedema ou ambas. Cerca de uma em cada quatro pessoas tem urticária em algum momento da vida.

São placas que aparecem de repente na pele, na maioria das vezes vermelha, que coçam (o paciente pode ter a sensação de queimação). Podem aparecer no corpo inteiro ou apenas em regiões localizadas sem razão aparente, ou em alguns casos a certos estímulos, como após a exposição solar ou ao frio. Não é incomum ocorrer um inchaço da pele mais profunda, que é chamado de angioedema.

Uma característica da urticária é a sua volatilidade, ou seja, as placas permanecem apenas algumas horas em um local e deixam de existir sem deixar qualquer sinal.

Sintomas

O sintoma mais comum é a coceira intensa, mas as lesões podem provocar a sensação de queimação ou ardência. A doença afeta a qualidade de vida do paciente, que em muitos casos não consegue trabalhar nem ter uma boa noite de sono.

Os sinais e sintomas da urticária podem reaparecer a qualquer momento, durante horas ou meses, e pode ocorrer inchaço rápido e localizado, que normalmente atinge as pálpebras, lábios, língua e garganta. Este inchado é chamado de angioedema e, algumas vezes, dificulta a respiração, constituindo risco de vida.

Existe, ainda, uma complicação chamada anafilaxia, na qual a reação envolve todo o corpo, causando náuseas, vômitos, queda da pressão arterial e edema de glote (garganta) com dificuldade para respirar. Esses casos são graves e precisam de atendimento de emergência.

Tipos de urticária

De acordo com o tempo de duração, a urticária pode ser:

:: Urticária aguda: quando os sinais e sintomas desaparecem em menos de seis semanas;

:: Urticária crônica: quando os sintomas duram por seis semanas ou mais.

De acordo com a causa, a urticária é classificada em:

:: Urticária induzida: quando um fator é identificado, como drogas, alimentos, infecções, estímulos físicos (calor, frio, sol, água, pressão);

:: Urticária espontânea: quando a doença ocorre sem uma causa identificada, também chamada de urticária idiopática.

Dicas para um tratamento eficaz

Para um tratamento eficaz, é fundamental que o paciente procure um médico especialista na doença (alergologista ou dermatologista) para identificar as possíveis causas e indicar o melhor tratamento. A automedicação com corticoides é totalmente proibida.

Causas difíceis de descobrir

Muitos pacientes recebem o diagnóstico de urticária, porém as causas podem ser complexas de descobrir. Dependendo do caso, alguns testes são necessários (por exemplo, exames de sangue, de urina, de fezes, testes de estímulos físicos, análise de autoanticorpos, de hormônios, de infecções não aparentes, testes de alergia, entre outros) e devem ser realizados por um especialista em urticária, especialmente nos casos mais graves.

Apesar dos recentes avanços, como a padronização global da classificação e nomenclatura da urticária crônica, novas ferramentas e instrumentos de diagnóstico e melhores opções de tratamento, a urticária crônica pode ser uma condição desafiadora para os pacientes e seus médicos responsáveis.

Os desafios típicos no gerenciamento da urticária crônica incluem a longa duração da doença, comprometimento grave da qualidade de vida, curso imprevisível da doença, altas taxas de comorbidades, incluindo doenças psiquiátricas e psicossomáticas, longos atrasos no diagnóstico devido a múltiplos diagnósticos diferenciais, flutuações na atividade da doença e resposta insuficiente ao tratamento anti-histamínico. A urticária espontânea crônica também é um desafio para os sistemas de saúde.

Sendo assim, os centros de referência e excelência para doenças específicas podem ajudar a melhorar o gerenciamento de condições desafiadoras, como a urticária. Além de servir como centros de referência e segunda opinião para pacientes difíceis de tratar, os centros melhoram o entendimento, as opções de manejo, o conhecimento e a conscientização das doenças por meio de atividades como pesquisa, estudos clínicos, educação, e de forma ativa.

Alguns exemplos proeminentes do benefício de centros de referência e excelência incluem os Centros de Excelência em Doenças Raras, Centros de Excelência em Cirurgia de Válvula Mitral e os Centros de Excelência e Referência da Rede Europeia de Competência em Mastocitose.

Sobre o GA²LEN

O GA²LEN, Global Allergy and Asthma European Network (Rede Europeia Global de Alergia e Asma), é uma rede de excelência das principais instalações clínicas de pesquisa e clínica na área de alergologia e asma. Seus parceiros fundadores usam a Academia Europeia de Alergia e Imunologia Clínica (EAACI) e uma organização que representa pacientes europeus com alergias e asma (EFA).

O GA²LEN foi iniciado com intuito de cuidar da saúde pública europeia em relação às doenças alérgicas. Um dos principais objetivos é melhorar a qualidade de vida de pacientes com alergias e também promover o treinamento e a educação no campo da alergologia.

Desde o início, o GA²LEN estabeleceu o uso de centros de excelência em alergia. Em 2015, ele lançou uma iniciativa para definir, promover e testar Centros de Referência e Excelência (COREs) para doenças específicas.

Liderado pela força-tarefa GA²LEN em urticária, o programa Centros de Referência e Excelência em Urticária (UCARE) do GA²LEN é a primeira atualização desta iniciativa GA²LEN CORE, incorporado no sistema geral de gerenciamento de qualidade GA²LEN dos centros de excelência em alergia.

Para ser um Centro de Referência e Excelência em Urticária do GA²LEN (UCARE) devem-se cumprir vários requisitos, e de acordo com critérios específicos ser auditado, para então ser certificado com tal.

A certificação das UCAREs GA²LEN é feita também fora da Europa, baseada no trabalho da força-tarefa GA²LEN sobre urticária, bem como nas contribuições de pacientes com urticária crônica e de pacientes em geral, além dos profissionais e especialistas que tratam pacientes com urticária crônica.

Os objetivos das UCAREs do GA²LEN são fornecer excelência no gerenciamento da urticária, aumentar o conhecimento da urticária por pesquisa e educação e promover a conscientização da urticária.

As UCAREs do GA²LEN servirão como centros de referência para o diagnóstico e tratamento da urticária e, assim, complementarão os esforços e caminhos atuais das comunidades de saúde para fornecer cuidados adequados aos pacientes com urticária.

Sobre Rosaly Vieira dos Santos

Rosaly Vieira dos Santos é médica especialista em Urticária e doenças alérgicas. Mestrado em Alergia e Imunologia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Doutorado em Alergia e Imunologia, pela UFPR e pela Universidade Humboldt de Berlim, no Hospital Charité, Alemanha. Pós-doutorado em Urticária, no serviço de Alergia e Dermatologia do Hospital Charité, Berlim, Alemanha.

Serviço

Ucare Clínica de Alergia e Imunologia

Endereço: Rua Padre Anchieta, nº 1846 / Bigorrilho – Curitiba – PR

E-mail: [email protected]

Fone: (41) 9 9897-1846 / 3092-1846

Site: www.ucarealergia.com.br

Diretora técnica: Dra. Rosaly Vieira dos Santos – Alergologia | CRM-PR 17120 / RQE: 12996

 

Com informações: Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) e Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Comments are closed.