NS Prevention inicia operações na Colômbia

Unidade de negócios do Grupo New Space especializada em serviços de Segurança Digital firma parceria com a G&C Strategic Partners e passa a ofertar soluções para empresas colombianas

A NS Prevention, unidade de negócios do Grupo New Space especializada em inteligência cibernética, prevenção a fraudes e análise de riscos, anuncia o início de suas operações na Colômbia. A iniciativa ocorre por meio de uma parceria com a G&C Strategic Partners, consultoria financeira com sede em Bogotá, especializada na geração de valor, com uso de inovação e tecnologia, para os seus clientes.

Giovanny Toscano, fundador da empresa parceira, possui mais de 20 anos de experiência no gerenciamento financeiro e de fraudes em companhias aéreas, destaca que conheceu a NS Prevention e ficou impressionado com o portfólio oferecido. “O nível de conhecimento dos profissionais aliado às técnicas de investigação forense e combate a ilícitos digitais você não encontra em nenhuma empresa colombiana”, destaca o executivo. Com isso, não pensou duas vezes em firmar uma parceria para a área de Segurança Digital de sua consultoria.

De fato, quando o assunto é Segurança Digital e investigação forense, a NS Prevention é referência no mercado. Em 2018, por exemplo, a unidade de negócios do Grupo New Space preveniu a perda de cerca de R$ 100 milhões de seus clientes na prevenção de fraudes a E-commerces. Além disso, possui a certificação de Empresa Estratégica de Defesa – EED, concedido somente às companhias que fazem investimentos de porte em desenvolvimento tecnológico e industrial e em produtos que podem beneficiar as Forças Armadas do Brasil.

“A ideia inicial é apresentar dois produtos de nosso portfólio de investigação para companhias colombianas, com foco nos segmentos aéreo, meios de pagamento/financeiro e E-commerce”, explica Thiago Bordini, diretor de inteligência cibernética e pesquisa da New Space. As soluções que serão comercializadas são:

  • Pentest: Um conjunto de testes de intrusão realizados com metodologia 100% própria, denominada Capture the Flag, em redes de computadores, websites, sistemas, equipamentos eletrônicos e aplicações mobile, com o objetivo de analisar e identificar pontos sensíveis e que ofereçam riscos às empresas.
  • Perícia Forense Computacional: Serviço conta com um laboratório especializado e com peritos altamente qualificados, prontos para a realização de análise forense computacional da companhia e emissão do laudo pericial. O objetivo é determinar a dinâmica, a materialidade e a autoria de ilícitos ligados à área de informática, tendo como questão principal a identificação e o processamento das pistas digitais em provas materiais de crime, por meio de métodos técnico-científicos. Vale destacar que a New Space possuí a sala-cofre mais segura e certificada da América Latina para armazenamento físico e lógico das evidências.

A expectativa para o início das operações agora no mês de janeiro é a melhor possível, isso porque há um campo imenso de oportunidades a ser explorado. Toscano afirma que “as investigações digitais por aqui são realizadas ‘in house‘, ou seja, são feitas localmente pelas próprias empresas que não têm know-how suficiente e acabam ficando expostas”, explica o executivo. Em relação a carteira de clientes, em uma perspectiva bastante conservadora, o objetivo é encerrar 2020 com pelo menos quatro grandes companhias atendidas.

Outro desafio a ser enfrentado é a questão cultural de não se investir preventivamente, seja para atestar a segurança das operações ou para investigar uma fraude já existente. “O mercado brasileiro, principalmente o segmento financeiro, já amadureceu em relação a essas questões. Nosso trabalho será apresentar cases de sucesso que realizamos por aqui de modo a mudar a percepção do empresariado colombiano de que é muito mais barato e melhor para a sua marca trabalhar na prevenção de uma fraude”, conclui o diretor do Grupo New Space.

Mercado de segurança digital na Colômbia

De acordo com um estudo da consultoria Kaspersky, a Colômbia é o segundo país que mais sofre ataques cibernéticos e fraudes digitais na América do Sul, atrás apenas do Brasil. O país também abriga o grupo Blind Eagle, que se caracteriza por hackear segredos importantes de empresas e agências governamentais, e foi considerado um dos mais perigosos do mundo pelo relatório ‘Tendências criminais em alta tecnologia 2019-2020’, realizado pela empresa de segurança Grupo-IB.

Últimas notícias