Jornal Cândido de fevereiro destaca o legado de Edgar Allan Poe

Um dos escritores mais populares de todos os tempos, o norte-americano Edgar Allan Poe (1809-1849) é o destaque da edição 103 do jornal Cândido, publicado pela Biblioteca Pública do Paraná (BPP). O especial de capa, assinado por João Lucas Dusi, resgata sua trajetória (marcada por perdas e controvérsias) e analisa seu legado na cultura contemporânea — uma influência que vai além da literatura. O material ainda conta com entrevistas com três tradutores de sua sombria obra: os poetas e professores universitários Paulo Henriques Britto, Guilherme Gontijo Flores e Rodrigo Tadeu Gonçalves.
Outro entrevistado do Cândido de fevereiro é o historiador Paulo Cesar de Araújo, biógrafo de Roberto Carlos. Convidado da 3ª Festa Literária da Biblioteca Pública do Paraná (Flibi), Araújo falou sobre liberdade de expressão, seu método de trabalho e os bastidores do processo movido contra ele pelo “Rei”.
A edição ainda traz um trecho inédito do próximo romance de Livia Garcia-Roza, poema de Cinthia Kriemler, dicas de Luci Collin no espaço De Escritor para Escritor, fotos de Juliana de Albuquerque na seção Cliques em Curitiba, HQ de Má Matiazi, artigo do jornalista e tradutor Irinêo Baptista Netto na coluna Pensata e uma reportagem de Fábio Galão sobre o novo nicho dos livros que tratam de artistas do rock independente. Todas as ilustrações são de Tita Blister.
Serviço
Cândido tem periodicidade mensal e distribuição gratuita na Biblioteca Pública do Paraná e em diversos pontos de cultura de Curitiba. O jornal também circula em bibliotecas públicas e escolas de ensino médio do Estado. É enviado pelo correio para professores, jornalistas, escritores e críticos de diversas partes do Brasil.

Comments are closed.