Por que o ouvido entope depois de um dia na piscina ou na praia?

Sol, férias e praia (ou piscina) é, para muita gente, a combinação perfeita para aproveitar os dias mais quentes e amenizar o impacto do verão. Nessa época, as recomendações mais comuns sempre destacam que é preciso evitar a exposição solar entre 10h e 16h, passar protetor solar a cada duas horas ou sempre que entrar na água, e manter o corpo hidratado, de preferência com água, sucos naturais ou chás gelados. O que muita gente esquece é que o ouvido também precisa de cuidados ou pode infeccionar.

“Todo mundo está sujeito a ficar com o ouvido entupido quando entra na água e existem muitas causas para esse problema, sendo a mais comum o excesso de umidade. Quando o cerume, a cera que protege o ouvido, absorve muita água, pode gerar um efeito de bloco dentro do conduto auditivo externo e obstruir completamente o canal. Isso causa a sensação de que há algo dentro do ouvido e pode afetar a audição”, explica o otorrinolaringologista do Hospital Santa Cruz, Dr. Mohamad Feras Al-lahham.

Para evitar o quadro, é indicado o uso de protetores auriculares durante o banho de mar ou piscina. Se o problema persistir ou aparecerem outros sintomas como zumbido, dor, febre, tontura e até mesmo náuseas, é preciso procurar um médico. “O acúmulo de água e cerume pode gerar uma otite, uma infecção com formação de pus e que, em alguns casos, afeta a membrana do tímpano se não tratada adequadamente”, completa Dr. Mohamad. O tratamento é feito com antibióticos e tem de ser orientado pelo médico.

Outra recomendação importante, de acordo com o otorrinolaringologista, é nunca tentar desentupir o ouvido sozinho ou aplicar receitas caseiras como água oxigenada, álcool e azeite de oliva. “Esses produtos podem agravar o quadro infeccioso e aumentar a dor e desconforto do paciente. Além disso, é preciso evitar a automedicação, pois cada caso tem de ser avaliado individualmente”, pontua o especialista do Hospital Santa Cruz.

Confira abaixo algumas dicas do Dr. Mohamad para prevenir doenças e preservar a saúde dos ouvidos – no verão ou em qualquer época do ano:

– Não retire toda a cera do ouvido, ela tem a função de proteger toda a estrutura auditiva;

– Não insira objetos pontiagudos como hastes flexíveis, tampas de caneta ou grampos de cabelo que possam causar perfurações no tímpano;

– Use protetores auriculares ao entrar na água ou permanecer em ambientes muito barulhentos por períodos prolongados;

– Não use medicamentos caseiros como azeite de oliva, álcool ou água oxigenada que podem causar ou piorar casos de infecção, ou ainda danificar as estruturas internas do ouvido;

– Evite a combinação de fones de ouvido e música alta, pois esse comportamento pode reduzir em até 40% a capacidade auditiva;

– Não compartilhe fones de ouvido porque eles podem conter bactérias causadoras de infecções.

[email protected]

Comments are closed.