5 aplicativos para quem precisa iniciar os cuidados com a saúde mental durante isolamento social

Saiba como não deixar que a ansiedade e aflição, característica desse período de incertezas, afete sua saúde mental. Médicos explicam como é importante a prática de bons hábitos e meditação para melhorar também a saúde imunológica

5 aplicativos para quem precisa iniciar os cuidados com a saúde mental durante isolamento socialO Brasil é o país com o maior número de pessoas ansiosas no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde: 9,3% da população sofre com o problema. Em um país ansioso e estressado, o isolamento social, por conta do Novo Coronavírus, pode causar muitos estragos. “O estresse causa diversas reações no organismo que impactam inclusive na imunidade. Por isso, os contatos sociais, mesmo que virtuais, são fundamentais, para que você consiga liberar serotonina e dopamina e aumentar a sua imunidade”, diz o cirurgião plástico Dr. Mário Farinazzo, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e médico voluntário no atendimento a casos suspeitos de Covid-19 no Hospital São Paulo. Além disso, mesmo trabalhando em casa, e teoricamente tendo horário, muitas pessoas estão extremamente estressadas. “Nesse período de confinamento é normal que estejamos apreensivos e ansiosos com o presente e futuro próximo, o que pode fazer com que façamos tudo no piloto automático enquanto nossa cabeça permanece ligada no assunto gerando ainda mais estresse. Gerenciar o estresse nesse período e manter a sanidade mental é fundamental para diminuir a incidência de depressão e não afetar o sistema imunológico”, afirma a Dra. Aline Lamaita, cirurgiã vascular e angiologista, membro do Colégio Americano de Medicina do Estilo de Vida.

Mas afinal, o que fazer para gerenciar esse estresse? “Agora, mais do que nunca, dedique parte do seu dia para fazer o que gosta. Isso ajuda a controlar o estresse e ansiedade em passar tantas horas dentro de casa em isolamento social. Procure práticas de autoconhecimento, como a meditação, ou leia, cozinhe novas receitas”, sugere a Dra. Ana Carolina Lúcio Pereira, ginecologista membro da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia). Existem até aplicativos de saúde mental que são eficientes para gerenciar o estresse nesse período:

Headspace: Uma das grandes preocupações é com o aumento do cortisol, hormônio que é liberado com a ansiedade o estresse. “O aumento desse hormônio pode levar ao aumento da oleosidade da pele, acne, queda de cabelos e aumento de peso. Exercício físico e meditação são indicados para diminuir o cortisol”, afirma a dermatologista Dra Paola Pomerantzeff. Aliás, a meditação é quase uma unanimidade nas dicas dos médicos. “A prática da meditação, pelo menos 15 minutos por dia, é bem potente nesses momentos, principalmente por conta da ansiedade e de estar pensando em muitas coisas ao mesmo tempo”, explica o Dr. Mário Farinazzo. Além disso, a meditação pode preparar sua mente para lidar com estressores futuros. Um aplicativo relaxante que permite que você medite em qualquer lugar é o “Headspace”. Nele, há uma série de exercícios de respiração passo a passo, meditação guiada e muito mais. A primeira semana é gratuita e, depois disso, há planos para assinatura, com preços especiais para estudantes e famílias.

MoodTools: Planejamento, nesse momento, é fundamental. É importante estabelecer uma rotina para não ficar desregrado, segundo o cirurgião plástico Dr. Paolo Rubez. “Procure ter horário para acordar, de refeições e para dormir. Use seu tempo para coisas que você queria fazer antes e não conseguia ou não teve atitude de começar. Faça meditação, comece algum projeto, algum livro, procure criar objetivos e prazos para que você cumpra ao longo desse período”, diz o Dr. Paolo. Além disso, o aplicativo “MoodTools” cria um plano para ajudá-lo a entender e aliviar seus sintomas de depressão. As ferramentas incluem: um diário de ideias que o ajudará a controlar seu humor; um plano de segurança para ideação suicida; e atividades cerebrais para quando você está se sentindo triste. O aplicativo é gratuito, mas oferece uma experiência atualizada que começa em US $ 4,99 / mês.

Calm: Melhorar a qualidade do sono é fundamental também para gerenciar o estresse. “As oito horas de sono com qualidade durante a noite é fundamental para o organismo em uma série de fatores, dentre eles a imunidade e saúde mental. Para quem está fazendo home office, é necessário se organizar. Quanto mais o cérebro trabalhar, melhor. Quanto mais desafios e problemas a serem resolvidos, melhor, mas temos que ter períodos de recuperação, de descanso”, explica a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida. Com mais de meio milhão de downloads, o “Calm” é um dos principais aplicativos para sono, meditação e relaxamento. Com sua programação em mente, você pode escolher um programa de meditação na plataforma que varia de 3 a 25 minutos. O aplicativo também possui um recurso chamado “Histórias do sono” que tem celebridades como Matthew McConaughey lendo para você uma história para dormir.

Happify: Se você estiver de mau humor, tente um jogo de “Happify”. O aplicativo afirma que suas atividades baseadas em evidências ajudam a reduzir o estresse e aliviar sentimentos negativos – além disso, você pode acompanhar seu humor ao longo do tempo, para ver como progrediu ao usar os aplicativos.

AnxietyCoach: Do que você tem medo? O “AnxietyCoach” pede que você faça uma lista do que o assusta e usa ferramentas de terapia cognitivo-comportamental para guiá-lo para um lugar onde elas não parecem tão aterrorizantes. Este aplicativo é ótimo para pessoas que gostam de acompanhar seu progresso e estão abertas a receber muitos comentários.

Segundo a Dra. Aline, outra dica é o Mindfullness, que significa viver em atenção plena, ou seja, conseguir literalmente vivenciar os momentos, desde os mais simples com todas as suas características emocionais e sensoriais, sem distrações. “O mindfullness pode ser usado para qualquer pessoa que queira começar alguma prática de meditação mas que não sabe como dar os primeiros passos. Essa prática está relacionada à gerência de stress, melhora de concentração e melhora de produtividade”, finaliza a Dra. Aline.

FONTES:

DRA. ALINE LAMAITA: Cirurgiã vascular e angiologista, Dra. Aline Lamaita é membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia, do American College of Phlebology, e do American College of Lifestyle Medicine. Formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, a médica participa, na Universidade de Harvard, de cursos de pós-graduação que ensinam ferramentas para estimular mudanças no estilo de vida nos pacientes em prol da melhora da longevidade e qualidade de vida. A médica possui título de especialista em Cirurgia Vascular pela Associação Médica Brasileira / Conselho Federal de Medicina. http://www.alinelamaita.com.br/

DRA. ANA CAROLINA LÚCIO PEREIRA: Ginecologista, membro da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), especialista em Ginecologia Obstetrícia pela Associação Médica Brasileira e graduada em Medicina pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro em 2005. Especialista em Medicina do Tráfego pela Abramet, a médica realiza consultas ginecológicas, obstétricas e cirurgias, atuando na prevenção e tratamento de doenças gineco-obstétricas com foco em gestação de alto risco.

DRA. BEATRIZ LASSANCE: Cirurgiã Plástica formada na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e residência em cirurgia plástica na Faculdade de Medicina do ABC. Trabalhou no Onze Lieve Vrouwe Gusthuis – Amsterdam -NL e é Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery) e da American Society of Plastic Surgery. Além disso, é membro do American College of LifeStyle Medicine e do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida.

MÁRIO FARINAZZO: Cirurgião plástico, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e Chefe do Setor de Rinologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Formado em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), o médico é especialista em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Professor de Trauma da Face e Rinoplastia da UNIFESP e Cirurgião Instrutor do Dallas Rinoplasthy™ e Dallas Cosmetic Surgery and Medicine™ Annual Meetings. Opera nos Hospitais Sírio, Einstein, São Luiz, Oswaldo Cruz, entre outros. www.mariofarinazzo.com.br

DRA. PAOLA POMERANTZEFF: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, a médica é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, e participa periodicamente de Congressos, Jornadas e Simpósios nacionais e internacionais. http://www.drapaola.me/

PAOLO RUBEZ: Cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS) e da International Society of Aesthetic Plastic Surgery (ISAPS), Dr. Paolo Rubez é Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina da UNIFESP. O médico é especialista em Cirurgia de Enxaqueca pela Case Western University, com o Dr Bahman Guyuron (em Cleveland – EUA) e em Rinoplastia Estética e Reparadora, pela mesma Universidade, e pela Escola Paulista de Medicina/UNIFESP. http://drpaolorubez.com.br/

maria.claudia@holdingcomunicacoes.com.br

Últimas notícias