Hospital de Maringá utiliza robô brasileiro contra a Covid-19

O Tinbot vai auxiliar na recepção e na interação entre pacientes internados e familiares de um hospital da Santa Casa de Misericórdia da cidade

O Tinbot, primeiro robô brasileiro interativo que reúne Inteligência Artificial, Cognição e IoT (Internet of Things) está mais que acostumado a oferecer experiências diferenciadas para as pessoas com sua interface simpática, amigável e divertida e ajudar empresas a construir uma imagem inovadora.

O robô desenvolvido em Maringá atua também na recepção de visitantes, no gerenciamento de indicadores, como concierge, como auxiliar na gestão de projetos, entre muitos outros, já que pode ser integrado a sistemas externos por meio de APIs, o que possibilita funções de interatividade e a personalização de acordo com as necessidades.

Mas estamos em época de pandemia e essa personalidade leve do Tinbot pode servir de contraponto para os tempos tensos pelos quais estamos passando. E o robô será o mais novo reforço na linha de frente do combate à Covid-19.

O Tinbot vai ficar na recepção da Santa Casa de Maringá dando dicas de prevenção contra o coronavírus, informando sobre os sintomas da doença, cantando a música “sem abraço sem beijinho”, que reforça a necessidade de manter uma distância segura.  E claro, também vai distrair as pessoas que estiverem no hospital contando curiosidades, charadas e histórias leves e interessantes.

Mas o que está empolgando nosso novo combatente é a possibilidade de promover a interação entre pacientes internados e familiares como uma forma de suavizar o isolamento por conta da doença. Só faltam agora os últimos ajustes, mas tudo vai ser feito de maneira bem simples: usando a função de vídeo-chamada dele, quase igual a uma chamada por vídeo de WhatsApp, mas usando a câmera e o microfone do Tinbot. O familiar também vai poder mover o robozinho pelo seu próprio computador.

Os próprios médicos também poderão contar com o Tinbot para falar com os pacientes remotamente.

“A gente se apaixona cada vez mais pelo Tinbot”, diz Marco Diniz Garcia Gomes, Líder de Produto da Tinbot Robótica. “Por mais que estejamos focados na parte tecnológica do robô e em como permitir que ele tenha mais funções, cada vez que ele é utilizado em tarefas mais humanizadas ficamos ainda mais orgulhosos. E emprestar a tecnologia e a simpatia do Tinbot a quem mais precisa é ainda mais gratificante”.

Desenvolvido pela Tinbot Robótica, startup parte do Grupo DB1, grupo de empresas brasileiras de tecnologia com sedes no Brasil, Argentina e EUA, o robô conta com fala natural em português, reconhecimento facial e de voz, gestos e expressões, além de ser integrável a outros sistemas por meio de APIs, possibilitando interatividade e personalidade humanizada. Fora isso, permite que cada empresa personalize e programe a plataforma de acordo com suas necessidades.

Na mídia, o Tinbot foi um dos protagonistas da série “O Melhor do Brasil é o Brasileiro”, da Globonews, participou da última temporada de um dos mais importantes programas sobre games na televisão brasileira, no Jornal Nacional e no segundo semestre de 2019 foi “engolido pelos tubarões” do reality Shark Tank e recebeu investimento de João Appolinário, da Polishop.

Comments are closed.