Como quitar as dívidas geradas na pandemia

Como quitar as dívidas geradas na pandemiaÉ sabido que muitos brasileiros acabaram conquistando muitas dívidas neste momento de pandemia, esta é a hora que os julgamentos devem parar, e a sociedade se ajudar.

São quatro os principais motivos de um endividamento: Desemprego, – que só vem aumentando -, Descontrole nas despesas, Doença pessoal ou familiar e Divórcio.

Gisele Machioski, contadora, apresenta, “É preciso lembrar que o indivíduo ESTÁ endividado e não É, existe sim um padrão de dívidas na família que acaba se repetindo, então temos que fazer algo para mudar esse padrão, uma opção é recorrer a técnicas de PNL (Programação Neurolinguística) e sessões com Coach”.

O devedor está passando por um momento difícil e deve fortalecer a autoconfiança e autoestima. Pagar a dívida é uma ETAPA para chegar em algum outro objetivo que deve ser maior.

É preciso cuidado e atenção também para que não se crie uma situação de dependência de uma dívida, “Por exemplo, a compra de um carro no valor de R$ 20.000,00 financiado, depois que o comprador termina de pagar, faz uma nova compra de um carro de R$ 40.000,00 financiado e sempre vai ficar na dependência da dívida”, explica a contadora.

Sair das dívidas não é, na maioria das vezes, fácil, o devedor terá sim que fazer sacrifícios. Se comprometer a mudar a sua realidade financeira. é possível se divertir, ter momentos de lazer e praticar esportes, com limite de gastos.

Gisele apresenta algumas dicas para gerenciar e quitar as dívidas:

  • Encontre uma forma de gerar renda para pagar essas dívidas, olhe as oportunidades e habilidades que possui (vender coisas usadas, revender produtos);
  • Não vá atrás de mais empréstimos, pois para quem está negativado, os juros são exorbitantes, também não empreste de amigos e familiares se sabe que não vai conseguir pagar. Caso precise fazer um empréstimo ou refinanciar dívidas, veja se a parcela realmente cabe no seu orçamento e jamais dê sua casa como garantia;
  • Liste todas as suas dívidas (credor, data, valor total, se já tiver renegociado, valor da parcela, quantidade de parcelas, parcela atual, juros e motivo da dívida). Isso é importante pois vai te dar clareza da situação financeira atual, quanto você ganha e o quanto sobra por mês, faça um levantamento de tudo que esteja atrasado, por ordem de importância, e por data de atraso;
  • Enxugue seu orçamento, reduza gastos essenciais e corte gastos não essenciais. Você terá sim que fazer um sacrifício, mas saiba que será temporário e você viverá bem melhor após quitar todas as suas dívidas;
  • Escolha uma dívida para pagar primeiro, vá quitando uma por uma e defina um prazo realista pra que você quite todas elas. Dentre as mais importantes a serem pagas você precisa saber quais estão há mais tempo atrasadas, e entrar em contato com o lugar para negociar e diminuir os juros e começar ir pagando;
  • Já se tiver dívida com o banco ou cartão de crédito, a negociação é um pouco mais demorada, e você deve sempre esperar eles entrarem em contato para negociar, já que os juros de banco são absurdos.

Gisele explica, “Quando se livrar das dívidas, você vai assumir a liberdade de escolha como mudar de emprego, sair de um relacionamento ruim ou mudar de residência”.

Uma das principais formas de sair das dívidas é ter o conhecimento necessário para evitá-las. Por essa razão, é fundamental que o indivíduo busque conhecimento sobre como se educar financeiramente.

É importante que ele tenha cada vez mais habilidade para organizar os recursos, “A educação financeira será determinante”, finaliza Gisele.

Serviço: Machioski Contabilidade

Gisele Machioski

Contadora

Instagram @giselemachioski

[email protected]

https://www.linkedin.com/in/giselemachioski

3656-2020 e ou 9.9946 0021

Av João Batista Lovato,  67, sobre loja, centro, Colombo, PR.

Comments are closed.