Construtora prevê abrir novas vagas no Paraná

Segundo dados do novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados no último dia 29 de junho, pelo Ministério da Economia, o setor da construção civil registrou no mês de maio mais de 100 mil demissões no Brasil. No Paraná, a pesquisa registrou uma queda em 33% nas demissões, comparado ao mês de abril. No total, foram contratados 7.547 trabalhadores, sendo 2.199 apenas em Curitiba. A Rottas Construtora é um exemplo de como planejamento e gestão eficientes podem manter e abrir novas vagas de empregos, gerando oportunidades e renda para quem está em busca de recolocação no mercado de trabalho. Até o final de 2020, a construtora prevê abrir 65 vagas em diversos setores da empresa, nas cidades de Curitiba, Londrina, Ponta Grossa e Guarapuava.
De acordo com Débora Stratmann, gerente de Gente, Gestão e Performance da Rottas – que também foi contratada recentemente e está há dois meses na empresa – no último trimestre a construtora não fez nenhuma demissão por causa da crise na saúde e está em um bom momento, com novos projetos e planos de expansão, principalmente para Curitiba. “De janeiro para cá, aumentamos em 28% o quadro de funcionários. Não houve demissões por causa da crise. O que contribuiu para manter as vendas, mesmo na pandemia, é que a Rottas tem um produto acessível, facilita a entrada e preza pela qualidade”, afirma a gestora.
Atualmente, a Rottas tem cerca de 400 funcionários diretos e indiretos. Para consultar as vagas abertas ou mais informações, acesse www.rottasconstrutora.com.br ou pelo Linkedin pelo link https://www.linkedin.com/company/rottasconstrutora/ ou pela plataforma Gupy > rottas.gupy.io.
Sobre a Rottas
Com modernas técnicas de construção e gestão de obras, a Rottas Construtora foi fundada em 2010, pelos engenheiros Paulo Folador e Mario Augusto Stresser, com a proposta de oferecer aos clientes qualidade, planejamento e compromisso com as obras. Com mais de 180 mil m2 construídos, a empresa acumula um portfólio com mais de 3.600 unidades habitacionais, atuando em Ponta Grossa, Guarapuava, Curitiba e região metropolitana.

 

Construtora prevê abrir novas vagas no Paraná

Últimas notícias