É possível se livrar do TOC?

É possível se livrar do TOC?Você já se sentiu inquieto por ter a sensação de que se esqueceu de fazer algo, ou que alguma coisa não está certa? Quem tem TOC – Transtorno Obsessivo Compulsivo – costuma sofrer com essa angústia na maior parte do tempo, resultando em comportamentos repetitivos e geralmente prejudiciais à sua vida.

“Aqueles que têm o transtorno costumam seguir sua rotina à risca, justamente para se certificar de que não haverá preocupações além das demais”, conta Madalena Feliciano, hipnoterapeuta.

Atitudes como: medo exagerado de se contaminar e extrema preocupação com limpeza, criar e seguir uma ordem perfeita para roupas ou utensílios, checar as portas, janelas e demais entradas da casa várias vezes, ou até mesmo evitar usar algum acessório fora do normal são demonstrações comuns do TOC.

Obsessões recorrentes são as principais características do TOC. Afetam a vida pessoal e profissional do cliente, impedindo-o de sair da rotina, tentar novas experiências e até mesmo melhorar de vida, por medo de mudar a rotina.

O acompanhamento psicológico e medicinal são os principais tratamentos, porém a hipnose vem se tornando uma excelente opção, pois é concretamente efetiva, transformando poderosamente esses problemas.

“Entender a causa do transtorno é o primeiro e principal passo, de forma que o hipnoterapeuta possa realmente entender por que aquela obsessão está acontecendo, para então revertê-lo totalmente”, relata Madalena.

Através de técnicas que acessam o subconsciente, é possível tratar o Transtorno Obsessivo Compulsivo, trazendo paz à vida do cliente, que terá a chance de manter um dia a dia mais leve.

Madalena Feliciano

Gestora de Carreira e Hipnoterapeuta

(11) 2737-1685 e 9 47706543

https://madalenafeliciano.com.br/

https://www.instagram.com/madalenafeliciano/

https://www.facebook.com/madalena.feliciano1

https://www.linkedin.com/in/madalenafeliciano/

[email protected]

www.ipcoaching.com.br

www.outlierscareers.com.br

Rua Engenheiro Ranulfo Pinheiro Lima, nº 118, Ipiranga/SP.

 

Comments are closed.