Quase 200 mil empresas foram criadas em abril, revela indicador da Serasa Experian

84,7% são microempreendedores individuais (MEIs), maior resultado dos últimos 15 meses. Especialistas da Serasa Experian dão dicas de saúde financeira para micro, pequenos e médios negócios

Quase 200 mil empresas foram criadas em abril, revela indicador da Serasa Experian

Foto de fauxels no Pexels

Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian revela que, em abril deste ano, 194.882 novas empresas foram criadas no Brasil. Destas, 84,7% fazem parte da categoria de microempreendedores individuais (MEIs), maior resultado desde fevereiro de 2019. Ainda segundo o levantamento, o setor de Serviços continua representando a maior parte das empresas recém criadas, com 68,9%.

Ao avaliar as regiões do país, a participação mensal mostra que os Estados do Sudeste foram os principais influenciadores do número total, hospedando 51,1% dos novos negócios. Em seguida, estão as regiões Sul (17,6%), Nordeste (15,8%), Centro-Oeste (9,7%) e Norte (5,8%).

“Apesar das incertezas econômicas e das medidas de distanciamento social, uma parcela considerável da população segue apostando em empreender por meio da criação de micro e pequenos negócios”, diz o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi. Ainda segundo ele, garantir renda com pouco investimento é uma necessidade. “Por isso, o setor de Serviços é preferível, já que nessa área podem ser criados ramos de atuação que não dependem da contratação de um espaço ou equipe de trabalho”, ressalta Rabi.

Variação Anual
O índice de nascimento de empresas apresentou queda de 25,7% em abril em relação ao mesmo período de 2019. A baixa foi puxada pelos segmentos do Comércio, Serviços e Indústria, que registraram -33,1%, -24,5% e -20,2%, respectivamente. As regiões também tiveram retração na relação ano a ano: Sudeste (-28,7%), Sul (-26,0%), Nordeste (-25,0%), Centro-Oeste (-17,2%) e Norte (-7,3%).

Cuidar das finanças do negócio desde o início é essencial
Como as micro, pequenas e médias empresas normalmente dependem mais do capital de giro do que as companhias de porte maior, é fundamental que os novos empreendedores façam um planejamento financeiro desde o início da operação do negócio. Estar pronto para encarar momentos de incerteza e ter algumas estratégias planejadas podem fazer a diferença na manutenção da receita. Para isso, os especialistas da Serasa Experian dão algumas dicas:

– Aposte na expansão da carteira de clientes e busque mercados que ainda não haviam sido mapeados;
– Utilize a tecnologia a favor, criando canais nas redes sociais e se cadastrando em aplicativos de entrega e outros sites de marketplace, que reúnem pequenos e médios lojistas de setores variados para novas vendas;
– Peça crédito com cautela, buscando sempre as menores taxas e prazos para o seu negócio;
– Busque desde já implementar outras ações que impactarão as vendas e a fidelização de clientes, como oferta de brindes e benefícios para aqueles que compram com periodicidade.

Acesse o site para saber mais: https://empresas.serasaexperian.com.br/blog/