Com mais de 7 mil visualizações, projeto de ciências movimenta redes sociais

Com mais de 7 mil visualizações, projeto de ciências movimenta redes sociaisSegundo Thaiza, o projeto surgiu a partir de um pedido de sua coordenadora para criar algo diferente às sextas-feiras destinado a estudantes do Ensino Fundamental Anos Finais. Inicialmente, foi lançado o Maker Lab Marista – Ciência em Casa, transmitido pela plataforma Blackboard Collaborate, acessível apenas aos alunos maristas. A ação foi tão bem aceita que acabou sendo lançada ao público em geral via Instagram.

“Toda semana busco temas diferentes para discutir com o objetivo de promover a divulgação científica. Proponho experimentos com material de fácil acesso, porque a maioria de nós não tem saído de casa devido à pandemia. Além de estimular a cultura maker (faça você mesmo), a atividade é uma forma de entretenimento neste período de isolamento social”, explica a professora.

Os vídeos apresentados pela professora Thaiza são curtos e dinâmicos, porque, segundo ela, o público tem preferência por esse tipo de conteúdo, que também é aproveitado por outras plataformas. Por live, a professora consegue acumular mais de 600 visualizações apenas em uma rede social. Até agora, o público já aprendeu a fazer mini galáxias em pontinhos, amoebas, poeira lunar, refrigerante do anime Dr. Stone e cristais de banho. Esses são alguns exemplos dos experimentos propostos, criativos até no nome.

Ao todo, foram 14 lives. A 15ª será nesta sexta-feira (21), às 16 horas, pelo canal https://www.instagram.com/thaizamontine/, quando serão propostos dois desafios – um de robótica e outro envolvendo sistemas homogêneos e heterogêneos. Vale a pena conferir.

http://pg1com.com/