Na pandemia, “fazer bilu-bilu” pode ser recomendação oportuna

Eloi Zanetti, especialista em marketing e publicitário, escreveu o livro seminal, que teve tiragem de 100 mil exemplares. Hoje disponível em e-book

Nada mais oportuno nesses dias de pandemia e temores diante da Covid-19 que conhecer um importante trabalho pedagógico, cujo alvo é o mundo médico. Trata-se do livro “O Médico que não sabia fazer bilu-bilu”, do publicitário e homem de marketing Eloi Zanetti, um curitibano hoje vivendo seu isolamento na Serra da Mantiqueira com a família.

NUM CONGRESSO

A história do livro começa em 2006, quando, ao participar de um congresso médico em Gramado, Eloi Zanetti, hoje aposentado e se dedicando à escrita por encomenda – ghost writter – fez uma palestra sobre o relacionamento médicos/pacientes. Após a sua fala foi apresentada outra, quase nos mesmos moldes, pelo reitor de uma universidade mineira.

Eloi Zanetti

PRESIDENTE DO CFM

O presidente do CFM – Conselho Federal de Medicina na época, médico Edson de Oliveira Andrade atuou como moderador. Ele disse: “Isto que o Eloi falou está muito bom, isso que fulano falou está ótimo, mas para mim… Médico tem que saber fazer bilu-bilu”.

Leia mais no blog do Aroldo Murá