Quando a vaga de emprego está do outro lado da tela

0
119

Pandemia exige adaptações para candidatos e recrutadores em entrevistas de emprego

Ambiente com boa iluminação, sem ruídos e internet estável. Essas são algumas das preocupações que passaram a fazer parte da rotina de quem está em busca de uma vaga de emprego ou uma recolocação. De acordo com a pesquisa “Gestão de Pessoas no Cenário da Pandemia de Covid-19”, feita pelo Instituto Locomotiva, com o apoio da Acesso Digital e do Grupo Cia de Talentos, 89% dos colaboradores do setor de RH esperavam um impacto nas contratações das companhias durante a pandemia. O reflexo não foi apenas na quantidade de admissões, que depende muito do setor envolvido, mas também no formato como essas seleções acontecem. Com o isolamento social e a rotina de home office nas empresas, grande parte dessas contratações e treinamentos tem sido feita também de maneira remota.

E, como não é todo mundo que lida bem com câmeras e tecnologia, há algumas dicas que podem ajudar a conquistar um bom desempenho nessas entrevistas. Testar a internet, microfone e câmera antes da conversa e conferir se não é necessário baixar algum aplicativo passaram a ser algumas das principais preocupações. O candidato, além de se preparar, deve encontrar um bom ambiente em casa e avisar aos demais familiares ou moradores que fará uma entrevista. “É importante deixar as pessoas de casa cientes que você participará de uma chamada com pessoas de fora, para que não tenha interrupções e, caso isso aconteça, estar preparado para lidar ao vivo”, comenta a responsável pelo processo de recrutamento e seleção do Instituto das Cidades Inteligentes (ICI), Cristiane Ferreira.

A especialista explica que a câmera deve estar sempre ligada durante a entrevista e, por isso, a escolha do local é tão importante. Ambientes sem ruídos e com boa iluminação já ajudam o candidato. “Se possível, escolha um ambiente neutro, organizado e sem informações demais, que você tenha controle e perto de janelas ou outras fontes de luz”, sugere Cristiane. Apesar de estar em casa, dicas como escolha de roupas neutras, atenção à linguagem corporal e ao tom de voz seguem valendo como se a entrevista fosse presencial.

Questões como competência em se adaptar à mudança e capacidade de concentração estão sendo ainda mais observadas na hora da entrevista. “Esses pontos se tornaram fundamentais, pensando que o profissional terá que se adequar ao trabalho remoto e, depois, à volta do presencial”, afirma Cristiane. Uma pesquisa prévia sobre a empresa também é importante. 

Recrutadores

Além da preparação especial dos candidatos, os recrutadores também precisaram se adequar. “Tivemos que adaptar a entrevista em si para uma forma mais objetiva de pergunta e resposta, para que seja possível utilizar o tempo de forma mais produtiva”, acrescenta a especialista que tem seguido esse formato também na sua rotina de trabalho. Desde o início da recomendação de isolamento social, em meados de março, o ICI realizou 37 novas admissões de funcionários dentro dessas adaptações para o momento atual. “Antes, realizávamos as entrevistas presencialmente, agora elas são exclusivamente remotas. Os testes, que antes aconteciam na sede do ICI, agora também são aplicados de forma virtual”, ressalta Cristiane. 

A especialista afirma que essa forma de entrevista tem sido benéfica para as duas partes. “Com o processo sendo realizado de forma remota conseguimos ter uma quantidade maior de candidatos, já que eles não enfrentam mais dificuldades com a questão do deslocamento e seus custos. Também não temos necessidade de agendamento de salas de reuniões, que antes era uma etapa a mais”.

A busca por vagas também segue concentrada online. No ICI, por exemplo, um portal de carreiras foi criado para tornar a procura mais fácil para os candidatos. No momento, há vagas abertas para analista de produto, analista desenvolvedor Java, assistente administrativo PcD, analista desenvolvedor Delphi, analista desenvolvedor .Net C# e especialista em inovação. Todos os detalhes das oportunidades podem ser conferidos em carreiras.ici.curitiba.org.br.

Sobre o ICI

O ICI – Instituto das Cidades Inteligentes é uma organização criada em 1998, com atuação em todo o território nacional, referência em pesquisa, integração, desenvolvimento e implementação de soluções completas de TIC para a gestão pública. Mais informações: www.ici.curitiba.org.br.