5 procedimentos estéticos nos lábios que ajudam a conquistar o sorriso perfeito

Muito além dos dentes, um sorriso bonito também depende da harmonia labial, que pode ser alterada por meio de uma série de procedimentos estéticos não invasivos e cirúrgicos.

5 procedimentos estéticos nos lábios que ajudam a conquistar o sorriso perfeito

De acordo com a Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE), a busca por procedimentos estéticos dentários cresceu 300% nos últimos anos. Mas, diferente do que muitos pensam, a cor, conquistada através do clareamento, e o alinhamento perfeito da dentição, feito pelo uso de aparelhos ortodônticos, são apenas alguns dos requisitos para se ter um sorriso ideal. Isso porque um sorriso bonito também depende de sua harmonia com outras estruturas da face. “Por exemplo, um elemento fundamental na composição do sorriso são os lábios, que funcionam como uma moldura das arcadas dentárias. Para um sorriso bonito, o ideal é que o lábio superior seja até 50% menor do que o lábio inferior. Além disso, para um sorriso harmônico, é preciso considerar também a quantidade de dente exposta durante o ato, para que não haja exposição excessiva ou limitada da arcada dentária”, explica a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Isaps (International Society of Aesthetic Plastic Surgery).  Mas a boa notícia é que existe uma série de procedimentos capazes de alterar a aparência da região labial para tornar o sorriso mais harmônico e bonito. Confira:

Preenchimento labial: Em casos em que há desproporção entre os lábios, que apresentam um tamanho reduzido, a aplicação de preenchedores injetáveis é uma ótima opção. “O procedimento pode ser feito de duas formas: com ácido hialurônico (material seguro e totalmente aceito pelo nosso organismo), ou com a própria gordura do paciente, utilizando uma técnica chamada de lipoenxertia. O procedimento é rápido e, em ambos os casos, o paciente não precisa se afastar de suas atividades rotineiras por muito tempo. Quem opta pelo ácido hialurônico pode voltar à rotina no mesmo dia, enquanto quem escolhe a lipoenxertia deve aguardar em torno de 7 dias”, afirma o Dr. Paolo Rubez, cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS). Quando aplicado corretamente, o procedimento propicia um resultado natural com mudanças sutis nos lábios que proporcionam uma aparência mais agradável e harmônica com o restante da face. “No entanto, os resultados adquiridos com o ácido hialurônico não são definitivos, pois a substância é absorvida pelo organismo após um tempo, durando cerca de um ano e meio. Já o preenchimento com gordura pode ser considerado permanente, pois apenas parte da gordura é absorvida pelo organismo”, completa o médico.

Queiloplastia redutora: Já quando o problema é o contrário e os lábios são excessivamente grandes, pode-se optar pela queiloplastia redutora, que é a cirurgia que visa diminuir os lábios para conquistar proporções equilibradas, lábios simétricos e um efeito natural. “A cirurgia é realizada com uma incisão na parte interna do lábio (do superior, inferior ou de ambos – dependendo do desejo do paciente) de onde é retirada uma faixa da mucosa. Após essa remoção, a incisão é suturada. O procedimento é simples, precedido por anestesia local e não há necessidade de internação, mas exige repouso de cinco dias antes do retorno às atividades rotineiras”, destaca o cirurgião plástico Dr. Mário Farinazzo, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Porém, o procedimento não deve ser feito considerando a boca como um elemento isolado, ou seja, a intervenção cirúrgica deve ser realizada após um estudo detalhado de toda a face do paciente.

Lifting facial: Quando a parte acima da boca, que se estende do nariz até a borda dos lábios, é muito longa e há pouca exposição da arcada dentária, o problema pode ser resolvido através do lifting labial. “Nesse procedimento, o cirurgião plástico, através de uma incisão realizada sob o efeito de anestesia na base do nariz, remove o excesso de pele entre o lábio superior e o nariz para encurtar essa distância, aumentando a área do vermelhão, ressaltando o arco de cupido e criando definição. Com tempo de recuperação que varia de 7 a 10 dias, o procedimento é capaz de conferir melhora imediata na aparência dos lábios, mas os resultados definitivos podem demorar até 3 meses para aparecer devido ao inchaço que surge na região”, afirma a Dra. Beatriz. Mas vale lembrar que o lifting labial age apenas na aparência do lábio superior, não sendo indicado para quem deseja apenas aumentar o tamanho da boca.

Toxina botulínica: Se ocorrer o contrário e a parte superior à boca for muito curta, temos o chamado sorriso gengival, quando há muita exposição da arcada superior e, além do dente, a gengiva também aparece. “Para melhorar o sorriso gengival, podemos realizar a aplicação de toxina botulínica, uma neurotoxina que paralisa o músculo e impede a contração muscular de forma que o lábio não possa ser elevado acima do necessário. No entanto, o resultado não é permanente, já que o efeito da substância dura, em média, de quatro a seis meses, podendo variar de paciente para paciente”, diz a Dra. Beatriz Lassance.

Pro Collagen V+: Já para quem deseja apenas dar maior destaque aos lábios e, consequentemente, ao sorriso de forma natural, vale a pena apostar no laser Pro Collagen V+, da plataforma Solon, “Desenvolvido pela LMG, o laser Pro Collagen V+ utiliza a tecnologia Erbium:YAG 2940nm de forma inovadora, pois age através de um pulso tão longo que a dissipação de calor se dá tanto na derme profunda, quanto na musculatura dos lábios. Dessa forma, o calor produzido pelo laser promove o endurecimento e volumização dos lábios, deixando-os maiores, mais rígidos e com aspecto jovial e volumoso”, explica o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr., membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. Para a volumização dos lábios com o Pro Collagen V+ são recomendadas de três a quatro sessões, de 15 minutos cada, com intervalos quinzenais ou mensais entre elas, sendo possível enxergar resultados logo após a primeira sessão. O resultado é duradouro, mas não permanente, por isso o ideal é realizar sessões de manutenção após um ano do tratamento. “Outra vantagem do laser é que não há downtime quando é realizada apenas a volumização dos lábios, sendo possível ao paciente retornar as atividades imediatamente”, completa ao médico.

Porém, é importante ressaltar que, antes de optar por qualquer procedimento, você deve consultar um médico especializado, já que apenas ele poderá realizar uma avaliação e indicar o procedimento mais adequado para tornar os lábios mais harmônicos e o sorriso mais bonito de forma natural e sem exageros.

FONTES:

*DR. ABDO SALOMÃO JR: Doutor em Dermatologia pela USP (Universidade de São Paulo). É sócio Efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Membro da American Academy of Dermatology (AAD), Sociedade Brasileira de laser em Medicina e Cirurgia e do Colégio Ibero Latino Americano de Dermatologia. Professor universitário, Dr. Abdo Salomão Jr. ministra aulas nos principais congressos nacionais da especialidade. Além disso, já deu aulas na Austrália, Itália e Coréia do Sul. É uma referência em conhecimento de lasers e tecnologias para fins dermatológicos e estéticos. Diretor da Clínica Dermatológica Abdo Salomão Junior.

*DRA. BEATRIZ LASSANCE: Cirurgiã Plástica formada na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e residência em cirurgia plástica na Faculdade de Medicina do ABC. Trabalhou no Onze Lieve Vrouwe Gusthuis – Amsterdam -NL e é Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery) e da American Society of Plastic Surgery. Além disso, é membro do American College of LifeStyle Medicine e do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida.

*DR. MÁRIO FARINAZZO: Cirurgião plástico, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e Chefe do Setor de Rinologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Formado em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), o médico é especialista em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Professor de Trauma da Face e Rinoplastia da UNIFESP e Cirurgião Instrutor do Dallas Rinoplasthy™ e Dallas Cosmetic Surgery and Medicine™ Annual Meetings. Opera nos Hospitais Sírio, Einstein, São Luiz, Oswaldo Cruz, entre outros. www.mariofarinazzo.com.br

*DR. PAOLO RUBEZ: Cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS) e da International Society of Aesthetic Plastic Surgery (ISAPS), Dr. Paolo Rubez é Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina da UNIFESP. O médico é especialista em Cirurgia de Enxaqueca pela Case Western University, com o Dr Bahman Guyuron (em Cleveland – EUA) e em Rinoplastia Estética e Reparadora, pela mesma Universidade, e pela Escola Paulista de Medicina/UNIFESP. http://drpaolorubez.com.br/

guilherme.zanette@holdingcomunicacoes.com.br