TikTok: por que agora é hora de apostar nele?

0
277

TikTok: por que agora é hora de apostar nele?

A especialista em redes sociais, Mikie Magnere, conta porque agora é o melhor momento para investir na produção de conteúdo no TikTok

O TikTok, plataforma chinesa de criação de conteúdo em vídeos curtos, caiu no gosto de crianças e adolescentes ao redor do mundo e começa a conquistar o público adulto. Em 2019, foi o 2° aplicativo gratuito mais baixado na Apple Store e no Google Play no mundo, perdendo apenas para o WhatsApp.

Isso significa que o aplicativo desenvolvido Bytedance, a partir da combinação de outros dois aplicativos Musical.ly e Douyin, já foi instalado em dispositivos mais de 1,9 bilhão de vezes em todo o mundo. Além disso, nove em cada dez usuários do TikTok usam o aplicativo várias vezes ao dia e ,segundo o blog Cloutmeter, seus usuários têm em média um engajamento de 52,1% contra um engajamento de 1 a 5% do Instagram.

TikTok é sucesso no Brasil durante a pandemia do novo coronavírus 

O Brasil, que possui a 2º colocação no ranking de países que passam mais tempo em redes sociais, segundo a GlobalWebIndex, também tem bons números  de usuários no TikTok?, ?cerca de 7 milhões de usuários. De acordo com Rodrigo Barbosa, community manager do TikTok no Brasil, o boom de downloads no país aconteceu do encontro da liberdade criativa proporcionada pelo aplicativo com a criatividade inata do brasileiro. “A plataforma de conteúdo é muito criativa e proporciona experiências divertidas e positivas e há uma diversidade incrível entre nossos usuários brasileiros, seja em idade, sexo, etnia ou carreira. Não é por acaso que brasileiros de todos os estados estão mostrando suas habilidades criativas e sua vida cotidiana de maneira única e particular por lá”.

O algoritmo do aplicativo funciona de uma forma diferente dos concorrentes

O algoritmo do TikTok funciona de uma forma diferente das demais redes sociais. Ao contrário do Instagram, o Facebook ou o Twitter, que priorizam o conteú­do publicado pelas pessoas seguidas pelos usuários, o aplicativo chinês tem uma distribuição mais coletiva. Quando um usuário entra na plataforma pela primeira vez ele recebe 8 vídeos de diferentes tendências que estão acontecendo na plataforma.

Dessa maneira, o algoritmo consegue identificar quais desses vídeos tiveram maior interação do usuário: quais ele passou mais tempo vendo, recomendou para amigos, curtiu. Novos vídeos são exibidos e a inteligência artificial vai reconhecendo o interesses do usuário. Localização geográfica, hashtags, pessoas que o usuário seguiu e outras informações ajudam a completar o combo de informações. Assim, o aplicativo consegue entender bem o que agrada cada usuário e o inclui em “bolhas de conteúdo”.

Como construir um grande público no TikTok 

Antes de se jogar de cabeça na onda do TikTok é preciso levar em consideração o público que já está lá. “Assim como acontece em outras redes sociais, o aplicativo tem linguagem própria e um perfil de audiência formado principalmente por millenials e geração Z”, explica Mikie Magnere, especialista em redes sociais. Para se aventurar no TikTok, a especialista recomenda:

  • Produza conteúdo que seja original. Não é preciso ser um expert na criação de vídeos, mas tem que ter muita criatividade e leveza. Tratar o seu produto e serviço o mais próximo da realidade e não cheio de fantasias ou máscaras.
  • Publique todos os dias, mas não tenha a expectativa de viralizar. Mesmo sendo um lugar que está em alta, ainda a criatividade, consistência e frequência são necessárias. Conte com a ajuda de profissionais da área de redes sociais para auxiliar na criação de uma agenda de conteúdo.
  • Interaja com outros produtores de conteúdo;
  • Leve seu conteúdo ao público de outras redes sociais;
  • Não esqueça do timing para participar das “modinhas”.

Instagram contra-ataca 

Parece que o TikTok veio para mexer com as estruturas das redes sociais, prova disso é que, na esteira de seu sucesso, o Instagram lançou Reels, sua superfície de compartilhamento de vídeos curtos. “Assim como aconteceu quando o Snapchat começou a cair no gosto dos usuários, o Facebook rapidamente lançou uma função similar no Instagram para combater a evasão de usuários para outra rede social”, explica Mikie Magnere, especialista em redes sociais.

Para finalizar, no momento ainda não é possível impulsionar posts no TikTok. Por isso, as empresas e as pessoas precisam ser ainda mais criativas para que seu conteúdo viralize e tenha uma boa visibilidade. “Viralizar no TikTok e ter um bom alcance orgânico ainda é uma realidade. Quem trabalha com redes sociais sabe que isso é quase impossível de acontecer no Facebook e no Instagram, atualmente. Por isso, se você tem interesse em construir uma audiência no aplicativo, aja rápido pois o mercado está em busca de influenciadores no TikTok”, aconselha Mikie.

Sobre Mikie Magnere

mikie magnere
Mikie Magnere, especialista em redes sociais

Mikie Magnere é mãe, empreendedora, especialista em redes sociais e mestre em educação. Atua com grandes e pequenas empresas e sua realização pessoal é ver que, com pequenos ajustes, os pequenos empreendedores podem fazer publicidade online e se destacar tanto quanto os grandes nas redes sociais.

https://www.instagram.com/mikie_magnere/
https://mikiemagnere.com.br/
eusou@mikiemagnere.com.br